Veja cinco criptoativos que pagam rendimentos maiores do que a Selic

Veja cinco criptoativos que pagam rendimentos maiores do que a Selic

Na última quarta-feira, 17 de junho, a taxa Selic sofreu um novo corte. Após a reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom), a taxa de juros foi reduzida para 2,25% ao ano.

A nova redução impacta diretamente os investimentos, especialmente renda fixa. Com níveis historicamente baixos, o investidor precisará tomar mais riscos. A busca por rendimento virou a nova regra no Brasil.

Com a Selic baixa, investimentos de maior risco tendem a ganhar mais atenção. Pela primeira vez na história, os dividendos das principais ações da B3 pagarão mais do que a taxa de juros. Os fundos imobiliários, que pagam dividendos mensais, também podem se beneficiar.

E além deles, outro investimento está pagando ótimas taxas de juros: os criptoativos.

Proof of Stake e a renda passiva

Mas Bitcoin não paga dividendos nem gera renda“, o leitor pode argumentar. De fato, o Bitcoin não tem nada disso. Entretanto, existem outros criptoativos que permitem essa possibilidade. Os criptoativos que possuem a mineração de Prova de Participação, ou Proof of Stake (PoS).

Nós temos um material completo sobre esse tipo de mineração. A forma como é executada possibilita a criação de uma “renda passiva” em criptoativos, o que atrai muitas pessoas, especialmente aquelas com foco no longo prazo.

E até mesmo esse investimento supera a taxa Selic. Por isso, vamos apresentar cinco criptoativos que pagam mais juros do que a taxa básica brasileira.

Tezos (XTZ)

Tezos (XTZ)

A Tezos é um dos projetos mais badalados dos últimos anos. Após uma série de problemas, a criptomoeda finalmente decolou a partir de 2018. A repercussão aumentou no Brasil após o banco BTG Pactual anunciar seu uso para tokenização de imóveis.

Uma vantagem da XTZ é o seu baixo valor de entrada para realizar a PoS. Atualmente, a recompensa da mineração está em 5,52%, duas vezes maior do que a Selic.

Waves

Waves

A Waves foi uma das primeiras criptomoedas a surgir com uma proposta de exchange descentralizada (DEX). Sua plataforma permite a realização de ICOs, PoS, compra e venda de tokens em um único dispositivo. Com isso, ela elimina a necessidade de depender de outras exchanges para sua negociação.

Assim como a Tezos, a Waves possui uma variedade de ferramentas projetadas especificamente para tornar o processo de desenvolvimento e execução de dApps fácil e acessível. A taxa de PoS paga pela moeda atualmente é de 5,64%.

Qtum

Qtum

A Qtum (QTUM) é uma plataforma blockchain de contrato inteligente e protocolo de transferência de valor. Em seu modelo PoS, os operadores de nó são recompensados por validar transações (os nós do Bitcoin, por exemplo, não possuem essa recompensa). Atualmente, a recompensa representa uma taxa anual de 6,25%.

Decred (DCR)

Decred (DCR)

Em uma lista de rendimentos em PoS, a Decred não podia ficar de fora. Trata-se de uma das criptomoedas mais queridas, dona de uma comunidade vibrante e ativa. Além disso, possui um sistema bastante sólido e seguro.

Todos os membros da comunidade Decred que possuem “skin in the game” (dinheiro investido) podem participar das votações do projeto. Partes interessadas, desenvolvedores e mineradores contribuem para a rede. Em troca, são recompensados com as moedas oriundas da emissão de novos blocos.

A rentabilidade atual da Decred é de 7,63%.

Harmony (ONE)

Harmony (ONE)

Se a atual taxa Selic desestimula a poupança, saiba que ela já esteve muito maior. E não faz tanto tempo: em 2016, a taxa era de 14,25% ao ano. Durante toda a história do Brasil, as taxas altas eram o padrão, o que justificava o apelido de “paraíso dos rentistas”.

A One é uma criptomoeda que relembra esses tempos, pois oferece uma taxa de rentabilidade de 11,04%. Sua blockchain produz blocos em poucos segundos. Seu mecanismo de aplicação reduz a centralização, apoiando a delegação da estaca, a composição de recompensas e a barra dupla.

Leia também: Bitcoin de Pablo Escobar vale menos que 1 centavo

Leia também: Confira os 5 criptoativos que mais se valorizaram na semana

Leia também: CEO da Kraken diz que Bitcoin chegará a R$ 500.000 em novo ciclo de alta

As informações contidas neste texto são de caráter informativo e não devem ser vistas como indicação de investimento. Toda e qualquer decisão sobre compra ou venda ficará a cargo do investidor. Faça sua própria pesquisa e conheça os riscos antes de investir em qualquer ativo.

Forex Crypto News: Cripto Facil