Vazam imagens da nova plataforma da Atlas Quantum

Urgente: Vazam imagens de nova exchange da Atlas Quantum

De acordo com imagens obtidas pelo CriptoFácil por meio de uma fonte próxima à Atlas Quantum, a empresa deve lançar sua própria exchange.

Pelas imagens, é possível verificar que constarão os saldos migrados de dólar estadunidense, Real e Bitcoin – respectivamente, USDM, BRLM e BTCM. Além destes, um ativo com a sigla TBRL foi listado, mas ainda não se sabe o significado.

Exchange será lançada com o fim da manutenção?

A Atlas paralisou os serviços de sua plataforma no dia 20 de janeiro, com previsão de retorno na quinta-feira da mesma semana, 23 de janeiro. Contudo, o retorno da plataforma foi adiado primeiramente para o dia 24 do mesmo mês, e depois para a última quarta-feira, 29 de janeiro.

Dúvidas surgiram sobre o seu retorno trazer o Novo Quantum, nome dado à nova plataforma anunciada pela Atlas por meio de suas redes sociais. Contudo, mais uma informação foi acrescentada durante a paralisação da plataforma da empresa: o surgimento de uma exchange. 

Por meio de imagens compartilhadas com o CriptoFácil, que ocultam o link da plataforma a pedido da fonte, é possível verificar alguns detalhes da plataforma de troca. Um livro de ordens, contendo informações comuns a exchanges, como valor, volume e variações, será disponibilizado – conforme sugere a imagem abaixo:

Em uma aba de extrato, será possível monitorar as movimentações, em especial os pedidos de saques pendentes. É possível verificar tal funcionalidade na imagem abaixo:

As moedas e criptomoedas presentes na plataforma até agora, com exceção do Bitcoin e do tal TBRL, são todas de saldos migrados. Sobre o TBRL, é possível que a letra inicial seja de “True”, o que pode indicar a existência de uma stablecoin (como o TrueUSD), ou saldo em Reais depositado para aquisição de criptoativos na plataforma.

A possível cotação do “BitAtlas”

Em uma outra imagem, esta referente aos valores de troca em relação ao Bitcoin, é possível verificar que 1 BTC equivale a 0,1 BTCM. O Bitcoin migrado ficou popularmente conhecido como BitAtlas, sendo ele vendido com deságio pela empresa.

Desta forma, caso a proporção seja realmente 1:10, não é engano calcular que o saldo total de investidores junto à Atlas agora corresponde a apenas 10% do valor na nova exchange.

Enquanto isso, o USDM equivale a 0.000025 BTC, enquanto o BRLM equivale a 0.00001 BTC.

Veracidade

Por meio do link da plataforma, o CriptoFácil fez uma pesquisa sobre quem está por trás do registro do domínio. Usando ferramentas de busca apropriadas, o nome da Atlas Quantum surgiu como a empresa por trás do domínio.

É possível verificar esta informação na imagem abaixo:

Robô paralelo

A Atlas Quantum, dentre as medidas do seu plano de recuperação, anunciou a disponibilização do seu robô de arbitragem – com investimento mínimo de 1 BTC. Posteriormente, o investimento mínimo foi baixado para 0,1 BTC, sem que o motivo fosse revelado, podendo ser uma possível baixa adesão um dos fatores cogitados.

Contudo, um concorrente com um investimento mínimo menor foi anunciado recentemente. O ProfitBitmex, nome dado ao robô de arbitragem paralelo e possível concorrente do robô da Atlas, cobra uma taxa de entrada de 0,03 BTC. 

Ainda não se sabe quem foi o responsável pelo desenvolvimento do robô, tendo em vista o quão recente ele é. 

Segundo o site oficial, a estrutura conta com consultores e o robô funciona por meio de uma API que é “instalada em menos de três minutos”.

O site ainda revela:

​”O ProfitBitmex consiste em um software que executa uma estratégia de market maker, HFT e Volume Profile dentro da sua conta da BITMEX, a gestão e custódia dos bitcoins fica toda para você, executando, com máxima segurança, uma estratégia de investimento assertiva e com baixos riscos.”

Por meio da descrição do robô, a proposta em muito assemelha-se ao robô de arbitragem da Atlas, reforçando a ideia de concorrência.

Fênix toma impulso

O plano de recuperação da Atlas Quantum, intitulado Phoenix, prevê o pagamento dos valores devidos aos seus investidores dentro de três a sete anos. As medidas tomadas envolveram recompra de Bitcoins, venda de Bitcoin com deságio, demissão em massa de funcionários (que alegam ainda não ter recebido seus créditos trabalhistas) e mudança de sede para outro edifício.

Além destas medidas, o robô de arbitragem usado pela empresa foi oferecido aos investidores da empresa e uma nova plataforma foi anunciada.

Quanto à nova plataforma, ainda não foi confirmado se é a exchange ainda no estágio de retoques finais, ou se é uma plataforma totalmente diferente.

Durante a fase Phoenix, o escritório de advocacia que representava a Atlas deixou a empresa, bem como seu diretor comercial também anunciou que estava de saída. Atualmente, a plataforma se encontra em manutenção, e muitos estipulam que seja em preparação para o lançamento da nova plataforma.

Ademais, perfil da empresa no Facebook foi invadido e mensagens jocosas sobre o presidente foram publicadas, o que impactou a credibilidade da empresa, principalmente no que diz respeito à sua capacidade de manter as coisas sob controle.

Diante de todos os acontecimentos da fase Phoenix, o surgimento da exchange pode ser o início de um voo da Fênix.

Leia também: Atlas Quantum reduz investimento mínimo de seu robô para 0,1 BTC

Forex Crypto News: Cripto Facil