Vale a pena usar Bitcoin no dia a dia?

Vale a pena usar Bitcoin no dia a dia?

Pessoal, vou abordar um tema que TODO MUNDO me pergunta. “Vale a pena gastar criptomoedas no dia dia?”

Eu vou dar a minha opinião pessoal sobre isso, e também algumas informações que irão te ajudar a decidir por você mesmo.

Usar Bitcoin ou não?

Então pessoal, conforme eu mencionei anteriormente: a decisão de usar criptomoedas no dia a dia é pessoal. Eu não uso e vou te explicar o motivo.

Quem sabe, com a minha ideia sobre isso, você possa tomar a sua decisão. Lembrando pessoal: eu não quero influenciar ninguém a usar ou a não usar.

O que vou relatar é o que eu penso sobre isso e o que eu realmente faço, e a partir daí você pode tomar a sua própria decisão.

Como eu já mencionei algumas vezes, e você que já me acompanha há algum tempo sabe, todo o meu portfólio de criptomoedas é para o longo prazo.

Nem mesmo trade eu faço. Eu apenas compro, armazeno em uma carteira em hardware e pronto. Não faço mais nada. E por que eu tomei essa decisão?

Aplicação prática

Pensa comigo! Vamos supor que você queira comprar um carro de R$ 100 mil. A concessionária que vende esse carro está cheia de propaganda em todo canto sobre aceitar Bitcoin.

E você, entusiasta que é, fica extremamente feliz ao ver isso e decide comprar seu carro com BTC.

Bom, até ai tudo perfeito. Você analisa a cotação do Bitcoin naquele momento, e digamos que a criptomoeda esteja cotada a R$ 50 mil.

Logo, para pagar o valor do carro que é de R$ 100 mil, você vai precisar enviar para a concessionária o total de 2 Bitcoins. Correto?

Ótimo, você paga seu carro, a concessionaria recebe os Bitcoins e tudo vai seguindo conforme tem que ser.

Você sai com seu carro todo lindo da concessionária, de óculos escuros e som alto. Ao parar no primeiro posto para completar o tanque do seu novo carro, você resolve abrir a cotação do Bitcoin.

Naquele momento, o Bitcoin subiu um pouco e está R$ 52 mil reais. Qual sua reação? Você pensa: “tudo bem, já foi, já comprei o carro, o Bitcoin subiu um pouquinho e eu deixei de ganhar R$ 4 mil reais. Tudo bem, já foi, não vou ficar mais pensando nisso não”.

No dia seguinte, você continua todo feliz com o carro. Vai abrir o gráfico do Bitcoin e “bum”. Bitcoin está sendo cotado a R$ 48 mil reais.

Pronto, era a noticia que você precisava para ficar ainda mais feliz. “Viu só, eu fiz um ótimo negocio! Negociei meus Bitcoins por R$ 50 mil e agora está R$ 48 mil. Foi muito bom ter feito isso, ótima decisão”.

O longo prazo

Passam-se algumas semanas e você novamente resolve dar uma sondada na cotação do Bitcoin. Eis que você abre o gráfico e o Bitcoin está sendo negociado por R$ 60 mil. E aí pessoal?

Qual seria o seu sentimento nessa hora? Eu sei que o meu sentimento não seria nada bom. E, para te falar a verdade, só de pensar agora nessa historinha que eu acabei de contar já me deu uma sensação esquisita no estômago.

Aí você me diz: “mas para você é fácil falar, Felippe! Você teria como comprar o carro sem gastar os Bitcoins”.

E é exatamente por isso que eu falei que ia dar a minha opinião.

Na hora de gastar criptomoedas para comprar algo, eu sempre penso que vou me arrepender, pois todos nós sabemos que o Bitcoin tem uma tendência deflacionária por ser um ativo escasso.

Então, a longo prazo, o Bitcoin em teoria sempre vai buscar a alta. E ainda relacionada aquela história, sabemos que em algum período de tempo, aquele mesmo carro pago com 2 Bitcoins poderia ser pago com cada vez menos.

Criptomoedas no comércio

E digo mais, pessoal: já conversei com diversos donos de negócio que passaram a aceitar Bitcoin como forma de pagamento.

Bom, não só Bitcoin mas também outras criptomoedas. O retorno deles é sempre o mesmo.

“Felippe, na realidade, pela evolução do mercado e formas de pagamento, nós passamos a aceitar criptomoeda como forma de pagamento, mas até agora não fizemos nenhum negócio recebendo em moeda digital.”

Hoje, para mim, o Bitcoin serve como reserva de valor. Diversificado no meu portfólio, e provavelmente nós nunca veremos o Bitcoin ser utilizado no dia a dia como moeda de pagamento.

Além da variação de cotação, existem as taxas, que inviabilizam pagamentos de menores valores.

Aí você me pergunta: “Felippe, mas você sempre fala que criptomoeda é o futuro, que provavelmente vai existir até criptomoeda de real. Voce está se contradizendo”.

Sim, pessoal. Criptomoeda é o futuro, nós veremos criptomoedas sendo negociadas como forma de pagamento em todos os estabelecimentos comerciais.

Já existem hoje em circulação criptomoedas sem taxas e com confirmações instantâneas, resolvendo os problemas do Bitcoin.

Porém, para mim, ainda não existe uma moeda digital que tenha adesão em massa e que possa ser utilizada para pagar o cafezinho. Isso vai acontecer, mas não é a realidade hoje.

Pode ser semana que vem? Claro que pode.

Fica a reflexão.

Leia também: Confira 3 motivos que tornam o Bitcoin seguro

Leia também: O que são e como identificar pirâmides financeiras?

Leia também: Como gastar melhor o meu dinheiro?

Aviso: O texto apresentado nesta coluna não reflete necessariamente a opinião do CriptoFácil.

Forex Crypto News: Cripto Facil