Tribunal de São Paulo bloqueia R$ 250 mil de empresa acusada de ser pirâmide financeira

Tribunal de São Paulo bloqueia R$ 250 mil de empresa acusada de ser pirâmide financeira

A Indeal foi uma empresa que prometeu ganhos astronômicos aos seus investidores. Tais ganhos eram, supostamente, auferidos por meio de operações com criptomoedas.

Seus sócios estão presos, mas seus clientes continuam sem receber. Neste cenário, os investidores demandam judicialmente para tentar reaver os valores.

Segundo uma decisão do dia 02 de junho do Tribunal de São Paulo, um investidor pediu o bloqueio de R$ 250 mil da Indeal. O pedido foi deferido por meio de tutela de urgência.

Clientes seguem sem recuperar valores

Apesar dos sócios da Indeal estarem presos, até hoje tentando responder o processo em liberdade, os clientes da empresa seguem com valores retidos.

Veículos de luxo estão sendo leiloados para tentar ressarcir os valores perdidos. Ademais, ações judiciais estão sendo movidas para tentar recuperar os valores.

Ao todo, estima-se que a Indeal tenha captado mais de R$ 1 bilhão. E é visando o bloqueio de parte deste valor que uma ação foi ajuizada na 6ª Vara Cível da Comarca de Campinas/SP.

O investidor, seduzido pelas promessas da empresa, investiu R$ 250 mil. Ele então pede judicialmente o ressarcimento do valor, e pede o bloqueio dos valores como medida de segurança.

O juiz Gilberto Luiz Carvalho Franceschini afirma que é “forçoso reconhecer que os investidores foram vítimas de golpe“.

O magistrado então completa:

“Ademais, mostra-se presente o perigo de dano, uma vez que a demora para solução do caso poderá acarretar um sério prejuízo aos autores, sendo difícil reverter a situação e garantir o resgate dos valores. E, ainda, não há no provimento antecipado, nenhum risco de irreversibilidade da medida. Defiro, pois, o pedido de tutela provisória de urgência, a fim de determinar seja realizada a reserva do montante de R$ 250.000,07.”

O bloqueio dos valores se dará sobre o processo em curso na 7ª Vara Federal, da Subseção de Porto Alegre/RS.

Com a medida de bloqueio, espera-se que o direito de ressarcimento do cliente esteja resguardado.

Leia também: G44 envia acordo para clientes e some com saldos anteriores; Clientes denunciam à polícia

Leia também: Vítima de golpe envolvendo Bitcoin processa Band e Record por incentivar investimento

Leia também: Raoul Pal afirma que Ethereum pode ultaprassar o Bitcoin em questão de preço

Forex Crypto News: Cripto Facil