Trader debocha da queda do Bitcoin e rebatem: “vai se arrepender depois”

Trader debocha da queda do Bitcoin e rebatem: "vai se arrepender depois"

O Bitcoin passou por uma dura queda nesta terça-feira (23), levando consigo boa parte do mercado de criptomoedas.

Nesse sentido, Sven Henrich debochou da queda da criptomoeda. Henrich é o trader responsável pelo serviço “Northman Trader”.

Ele publicou em seu Twitter um gráfico com a correção do BTC, acrescido da frase “sejam gentis”. O investidor conhecido como Whale Panda aconselhou: “você pode querer apagar isso, você pode se arrepender daqui alguns meses”.

Não aposte contra o Bitcoin

No dia 19 de fevereiro, Henrich disse que o Bitcoin “não resolvia nada”.

O apresentador de podcast e entusiasta do Bitcoin Preston Pysh comentou alguns dias depois que esse era o típico comentário de um “boomber de Wall Street”.

A nova publicação de Henrich, feita nesta terça-feira, debocha da breve discussão e da queda do Bitcoin:

Discussão entre Henrich e Pysh. Fonte: Sven Henrich/Twitter
Discussão entre Henrich e Pysh. Fonte: Sven Henrich/Twitter

Não tardou para que entusiastas das criptomoedas comentassem a publicação de Henrich.

Whale Panda sugeriu que o trader tirasse o zoom do gráfico um pouco. Além disso, também sugeriu que o trader apagasse a publicação, pois ele poderia se arrepender daqui alguns meses.

Outros usuários da rede social então começaram a retirar o zoom do gráfico, apontando que a correção — apesar de abrupta — não gera preocupações sobre o longo prazo.

Henrich é apenas mais um dos críticos do Bitcoin que comemora durante uma queda. Contudo, meses ou alguns anos depois, muda de ideia publicamente.

Foram os recentes casos de Bill Gates, algumas afirmações de Ray Dalio e até Adam Curry.

No Brasil, há dois casos muito famosos de críticas ao Bitcoin que não envelheceram bem.

Quem ri por último…

Marcelo Lopez é um brasileiro gerente de fundos de hedge. Em 2017, ele comparou o Bitcoin à “Bolha das Tulipas”.

Entretanto, em novembro de 2020, ele se retratou sobre a análise precipitada e disse que sua percepção sobre a criptomoeda mudou.

“Pois bem, o Bitcoin chegou com uma ideia revolucionária e maravilhosa. Ele acabou com a necessidade do lastro e eliminou a terceira parte (bancos), cortando custos e acelerando o processo de transferência de recursos”, disse.

Outro caso famoso envolve a revista Veja. Em dezembro de 2017, ela publicou um Bitcoin de papel para que seus leitores cortassem, conforme mostra a imagem abaixo:

"Previsão" da revista Veja sobre preço do Bitcoin
“Previsão” da revista Veja sobre preço do Bitcoin

Na verdade, pouco tempo após essa publicação, o BTC atingiu sua primeira máxima histórica.

Três anos depois, o Bitcoin iniciou um novo ciclo de alta que culminou com o rompimento seguido de máximas histórias e massiva adoção institucional.

Estes episódios, especialmente os nacionais, mostram que críticas às quedas do Bitcoin não tendem a envelhecer bem. É possível que o conselho de Whale Panda seja ótimo para ser seguido.

Leia também: Lark Davis recomenda tokens DeFi que podem saltar 10.000% 

Leia também: Raoul Pal está aliviado com a queda do Bitcoin e pretende comprar mais

Leia também: Analista indica 4 criptomoedas para comprar na queda

Forex Crypto News: Cripto Facil