Taxas do Ethereum disparam e atingem quase 570 Gwei

Taxas do Ethereum disparam e atingem quase 570 Gwei

A demanda por Ethereum (ETH) está nas alturas. Como resultado, as taxas do Ethereum alcançaram um novo máximo histórico nesta segunda-feira (4): US$ 1.771.317,01. Trata-se de um aumento de quase 400% desde o dia 1º de janeiro. 

E esse aumento está impactando diretamente nos custos das transações. Conforme informou a plataforma de análise IntoTheBlock, o novo recorde das taxas resultou em um aumento substancial do custo diário de gas que chegou aos 569,31 Gwei.

Vale destacar que, na manhã de hoje, a segunda maior criptomoeda em valor de mercado subiu para US$ 1.162. Este é seu valor mais alto desde 1º de fevereiro de 2018.

No momento da escrita desta matéria, a criptomoeda está custando US$ 1.025, ou seja, R$ 5,273 na cotação em reais. Esse valor corresponde a um aumento de cerca de 20% apenas nas últimas 24 horas.  

Gas do Ethereum nas alturas

O Gas é o valor cobrado cada vez que uma transação ou contrato inteligente são executados no Ethereum. Essas tarifas, pagas aos mineradores, aumentam conforme a demanda na rede Ethereum cresce.

De acordo com a Glassnode, os mineradores de Ethereum arrecadaram US$ 898.000 em taxas em apenas 1 hora, estabelecendo um novo recorde. Na cotação em reais, esse valor corresponde a R$ 4,5 milhões.

Paralelamente, essas taxas também encarecem as transações na blockchain Ethereum. No Twitter, o Etherscan.io mostrou a correlação entre o preço da ETH e os custos de taxas:

Razões por trás das altas

De acordo com Charles Storry, cofundador da PhutureDAO, uma razão por trás das taxas mais altas é o crescimento do mercado de finanças descentralizadas (DeFi).

Isso porque muitos protocolos de DeFi são executadas na rede Ethereum. O protocolo Uniswap, por exemplo, é o segundo maior “consumidor” do Gas do Ethereum, ficando atrás apenas da Tether (USDT).

“Com o atual interesse crescente em finanças descentralizadas, a rede está atingindo seus níveis de atividade mais altos. Um dos efeitos colaterais dos níveis de atividade da rede são as altas taxas de gas que giram em torno de cada transação”, observou Storry.

Leia também: Analista indica criptomoeda para valorizar 45% ainda em janeiro

Leia também: Alta do Bitcoin é capa do primeiro Financial Times do ano

Leia também: Ethereum supera US$ 1.000 pela primeira em 3 anos

Forex Crypto News: Cripto Facil