Primo Rico lamenta: meu maior erro foi vender Bitcoin em 2014

Primo Rico lamenta: meu maior erro foi vender Bitcoin em 2014

Thiago Nigro, criador do canal de investimentos Primo Rico, revelou o seu maior arrependimento em termos de investimentos. Segundo ele, foi ter vendido Bitcoin ainda em 2014.

O Primo Rico é um dos maiores canais de investimentos do Brasil, com 4 milhões de inscritos. Na quinta-feira (3), Nigro postou um vídeo intitulado “O meu maior arrependimento nos investimentos“.

De bilionário a “apenas” milionário

No vídeo, ele começa explicando como o Bitcoin subiu exponencialmente em 2020. Como de costume, o Primo Rico mostra alguns números sobre o investimento em questão.

Os números do Bitcoin são absolutamente surpreendentes. Eles são mostrados através de um relato do próprio youtuber.

“Esse tal Thiago Nigro tinha ouvido falar num papo de Bitcoin e o Thiago gostou muito da ideia. E no dia 24/06/2014 ele tinha aberto conta em uma exchange”, afirmou o Primo Rico.

Ele teria uma ordem de compra quando o Bitcoin estava a US$ 259. Na cotação da época, o valor representava cerca de R$ 600 por Bitcoin – o dólar estava a R$ 2,20.

Entretanto, ele vendeu os Bitcoins devido à falta de oscilação e liquidez no nascente mercado de criptoativos.

Ele também comentou a situação em sua conta no Twitter. A mensagem deixou claro que, para o Primo Rico, o Bitcoin foi seu maior acerto – e também maior arrependimento.

Erro ou não?

A estratégia mostrou-se equivocada. Afinal, se o Primo tivesse segurado os Bitcoins até os dias de hoje, ele teria multiplicado seu capital em mais de 200 vezes.

Em alguns vídeos, o Primo Rico já abriu sua carteira aos investidores. Ela contêm cerca de R$ 4 milhões em investimentos. Isso significa que o patrimônio dele poderia estar em mais de R$ 800 milhões hoje.

Em outras palavras, o quadro Rumo ao Bilhão, que faz parte do canal Primo Rico, poderia estar se aproximando do fim. E a meta estaria bem próxima de ser concretizada.

O Primo Rico não foi a única personalidade brasileira a ter arrependimentos com o BTC. Recentemente, o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) também se arrependeu de não ter comprado a criptomoeda em 2009.

Leia também: Lenda de Wall Street: Bitcoin será precioso como o ouro

Leia também: Spotify e Bitcoin? Empresa busca responsável para área de criptomoedas

Leia também: Analista indica 8 criptomoedas que valorizarão em 2021

Forex Crypto News: Cripto Facil