Novogratz sobre token do Telegram: “Não precisamos de outra criptomoeda”

Novogratz sobre token do Telegram: "Não precisamos de outra criptomoeda"

Michael Novogratz, CEO do banco de criptomoedas, Galaxy Digital, e um dos maiores apoiadores do Bitcoin (BTC), expressou uma posição cética em relação ao projeto blockchain do Telegram em um tweet de 30 de abril.

“O Telegram deveria habilitar moedas btc e stablecoins ​​em sua plataforma. Não precisamos de outra blockchain. Não precisamos de outra criptomoeda. Eles têm uma comunidade incrível de usuários de mensagens. Transforme-os em consumidores agora.”

De acordo com a Novogratz, não há necessidade de lançar outra rede blockchain ou outra criptomoeda. Novogratz, que está confiante de que o Bitcoin atingirá US$ 20.000 até o final de 2020, argumenta que o aplicativo de mensagens deve integrar Bitcoin e stablecoins em vez de criar o TON e seu token nativo, Gram (GRM).

Adiado novamente

O seu comentário foi seguido da noticia que o app de mensagens adiou novamente o lançamento da sua Blockchain denominada de Telegram Open Network (TON) após perder o prazo de lançamento e estipulou uma nova data para abril de 2021.

De acordo com uma carta aos investidores, o Telegram ofereceu a devolução de até 72% dos valores aplicados por cada investidor. Os termos foram acordados quando o Telegram adiou o lançamento da TON pela primeira vez, em outubro do ano passado, após um processo da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), acusando o Telegram de executar uma venda de títulos não registrada que arrecadou US$1,7 bilhão (R$9 bilhões) em 2018.

Leia também: Participantes de ICO do Telegram desejam reembolso após investir no projeto

Leia também: Oi e fintech brasileira usam WhatsApp e blockchain para enviar auxílio durante crise do coronavírus

Leia também: “Bitcoin Cash e BSV são inúteis, já EOS e NEO são golpes que não fazem nada”, diz investidor da eToro

Forex Crypto News: Cripto Facil