Nova alta do Bitcoin? Grayscale reabre fundo para investidores

Nova alta do Bitcoin? Grayscale reabre fundo para investidores

A Grayscale é uma gestora de ativos famosa na esfera das criptomoedas. A fama se dá por conta de seus fundos de moedas digitais, em especial o GBTC — focado em Bitcoin.

Ademais, o GBTC é tido como portão de entrada para instituições no BTC. Porém, desde dezembro o fundo está fechado para novos investidores.

Agora, com mais de R$ 120 bilhões em criptomoedas sob gestão, a Grayscale reabriu os investimentos em seus fundos. É possível que uma nova onda de dinheiro institucional impulsione o Bitcoin.

Grayscale reabre investimentos

O anúncio foi feito na segunda-feira (11) por meio do Twitter da gestora:

“Atualização: novos ativos sob gestão, participação por fração e preço de mercado por fração para nossos produtos de investimento.”

O economista Alex Krüger mencionou a reabertura dos investimentos de fundos da Grayscale. Segundo ele, a alta não começará agora, mas o mercado de Bitcoin “aquece muito rápido”.

“Demanda bruta. É importante ressaltar que a Grayscale reabriu investimentos privados esta noite. O interesse em aberto [de contratos futuros] caiu cerca de 20% e as taxas de financiamento estão negativas.

Otimista. Isso ainda é um mercado de alta. O Bitcoin aquece rápido facilmente, e é preciso tirar o excesso antes de prosseguir.”

O trader e analista conhecido como frxresearch também comentou a reabertura. Para ele, o Bitcoin “vai se recuperar no modo turbo”.

Até mesmo o CEO da Grayscale, Barry Silbert, reconheceu que a aceitação de novos clientes pela Grayscale e o potencial que o fato tem sobre uma possível valorização do Bitcoin.

Nesse sentido, Silbert comentou apenas “apertem os cintos”.

Barry Silbert comenta reabertura de fundos da Grayscale
Barry Silbert comenta reabertura de fundos da Grayscale. Fonte: Twitter

Mais instituições

É possível que parte da movimentação de baleias ocorrida na segunda-feira (11) esteja ligada à decisão da Grayscale.

Conforme noticiado pelo CriptoFácil, endereços com mais de 1.000 BTC compraram mais da criptomoeda após a correção. Comentários apontam que fundos e serviços de custódia poderiam estar por trás das compras.

Tal fato, junto com com o pedido da Grayscale de possuir suas próprias carteiras de custódia, pode trazer mais instituições para o mercado de criptomoedas.

Consequentemente, tendo em vista que a disparada do Bitcoin em 2020 foi parcialmente atribuída a instituições, não seria errado presumir que a decisão da Grayscale pode impactar positivamente o preço do Bitcoin.

Leia também: Trader com R$ 1 bilhão em criptomoedas revela seus investimentos

Leia também: Líderes da Unick captam clientes para suposta nova pirâmide

Leia também: Veterano das criptomoedas perde R$ 500 mil em golpe

Forex Crypto News: Cripto Facil