Mineração de Bitcoin paga R$ 5 milhões por hora, revela estudo

Mineradores de Bitcoin estão ganhando US$ 1 milhão por hora, segundo a Glassnode

A alta do Bitcoin beneficiou muito seus investidores em 2020. Mas não foram só eles que lucraram.

Isso porque os mineradores da principal criptomoeda do mercado estão faturando um total de US$ 1 milhão (mais de R$ 5,1 milhões) por hora.

Foi o que informou a empresa de análise de mercado on-chain, Glassnode, em sua conta no Twitter, na segunda-feira (28). Segundo a empresa, trata-se de um aumento de 185% desde o halving do BTC, que ocorreu em maio deste ano.

O evento reduziu pela metade o número de Bitcoins que os mineradores recebem como recompensa para processar transações na blockchain.

“Os mineradores de Bitcoin estão ganhando atualmente US$ 1.000.000 por hora.

Este é um aumento de 185% desde ao halving.

A última vez que a receita da mineração foi tão alta foi em julho de 2019. Observe que as recompensas dos blocos foram duas vezes maiores do que hoje”, disse a Glassnode.

Mineração lucrativa de Bitcoin

Esse aumento vertiginoso nos ganhos dos mineradores se explica porque está havendo mais atividade na blockchain do BTC.

Isto é, as pessoas estão negociando mais a criptomoeda e, consequentemente, demandando mais trabalho dos mineradores que ganham BTC a cada bloco que verificam.

Entretanto, esse ganho sobe ainda mais quando a demanda por Bitcoin supera a oferta. Afinal, a rede aumenta as taxas quando há congestionamento para solucionar o problema.

A Glassnode ainda estimou que a receita total dos mineradores de Bitcoin está em cerca de US$ 13,8 bilhões.

De acordo com BitInfoCharts.com, a taxa média para processamento de uma transação com Bitcoin está, atualmente, custando 0,00033 BTC. Em reais, esse valor supera os R$ 45.

Outra prova de que o negócio de mineração está bastante lucrativo foi o fato de que os preços das ações de empresas que operam e produzem computadores de mineração BTC dispararam.

As ações da mineradora de Bitcoin HIVE Blockchain Technologies subiram 27% na segunda-feira (28). As ações da empresa de mineração Riot Blockchain, sediada no Colorado, também aumentaram 22%.

Já as ações do Marathon Patent Group uma das maiores mineradoras dos Estados Unidos dispararam 12%.

Leia também: Bitcoin causa “deseducação financeira”, diz gestor brasileiro

Leia também: Criptomoeda valorizou 1.700% em 2020 e pode manter alta

Leia também: Criptomoedas vão disparar após Bitcoin atingir US$ 40 mil, diz analista

Forex Crypto News: Cripto Facil