Investidores sacam mais de R$ 5,4 bilhões em Bitcoin da Coinbase

Investidores sacam mais de R$ 5,4 bilhões em Bitcoin da Coinbase

Uma série de transações oriundas da exchange Coinbase foram identificadas neste final de semana. Elas foram divulgadas pelo Whale Alert, perfil que rastreia grandes movimentações de criptomoedas.

A maior dessas transações foi uma retirada de 4,5 mil Bitcoins, cerca de R$ 1 bilhão na cotação atual. Segundo o perfil, a movimentação teve como destino uma carteira desconhecida.

Grandes movimentações costumam vir de baleias fazendo hold. Fonte: Whale Alert/Twitter

Antes disso, uma série de transações de saída foram identificadas. No total foram 36 retiradas de Bitcoin da Coinbase, todas para carteiras desconhecidas.

A maioria das transações foi de um “baixo valor”, de cerca de 350 Bitcoins por operação. O processo durou aproximadamente uma hora.

No final, as transações totalizaram 13.204 BTCs retirados, aproximadamente R$ 4 bilhões movimentados.

Assim, foram 17.705 Bitcoins removidos. Levando em conta o preço no momento da operação (US$ 57,8 mil), foram cerca de US$ 1 bilhão movimentados. Ou seja, R$ 5,4 bilhões na cotação do momento.

Movimentação interna?

Não há como saber exatamente quem fez a transação ou por qual motivo. A maior parte do dinheiro foi movida para endereços diferentes e sem nenhuma identificação.

Uma das possibilidades é que possa ser uma movimentação interna, ou seja, a própria Coinbase estaria movimentando Bitcoins entre suas contas.

Isso poderia acontecer se a exchange estivesse mandando criptomoedas para sua mesa de balcão (OTC, na sigla em inglês). O mercado tem até um nome para isso: Coinbase Output.

Essas transações teriam como objetivo atender a demanda de grandes clientes do mercado. E, nesse cenário, surge outra especulação.

Empresas movendo Bitcoins comprados

Nos últimos dias, várias empresas anunciaram a compra de Bitcoins. As mais recentes foram a Tesla (pela primeira vez) e a MicroStrategy (que emitiu nova dívida).

A companhia de Elon Musk fez uma compra maciça de R$ 7,5 bilhões em Bitcoin. Já a MicroStrategy deseja adquirir o equivalente a R$ 5,4 bilhões em dívida para comprar mais BTCs.

Com isso, não seria improvável que elas tivessem utilizado a maior exchange dos EUA para realizar a operação. Uma vez efetuada a compra, os Bitcoins teriam sido movidos para outra carteira.

Essa hipótese é reforçada pelo endereço que recebeu a transação de 4,5 mil Bitcoins. A carteira possui mais de 73 mil BTCs sob custódia – cerca de R$ 22,6 bilhões na cotação atual.

Carteira que recebeu parte das transações. Fonte: Blockchair

O valor é cerca de 2 mil Bitcoins a mais do que a quantidade detida pela MicroStrategy. Assim, a carteira poderia ser da empresa, que já fechou a aquisição de mais Bitcoins.

Quantidade de Bitcoins comprados por empresas. Fonte: Bitcoin Treasuries

Leia também: 6 colecionáveis digitais que podem valorizar 10.000%, segundo avaliações

Leia também: Bitcoin corrige e deixa os R$ 300.000; Token avança 89%

Leia também: Youtuber perde R$ 10 milhões em Bitcoin comprando carros usados

Forex Crypto News: Cripto Facil