Hashdex encerra 2020 com mais de R$ 470 milhões em captação

Hashdex encerra 2020 com mais de R$ 470 milhões em captação

Em um ano em que os investimentos em criptomoedas ganharam destaque, a Hashdex, gestora focada no setor, deve encerrar 2020 com um volume de captação milionário.

Isso porque até a primeira metade de dezembro, a gestora captou mais de R$ 478 milhões.

Segundo a empresa, isso revela um aumento no interesse dos investidores nas criptomoedas.

Além disso, o valor deste ano é superior aos R$ 38,8 milhões do mesmo período do ano passado e também acompanha o crescimento de cotistas que investiram nos quatro fundos da gestora.

Cotistas da Hashdex dipararam

Em dezembro de 2019, 318 cotistas investiam nos fundos da casa. Agora, esse número chega a quase 16 mil.

Para Marcelo Sampaio, CEO da Hashdex, o crescimento é justificado também pelo amadurecimento do ecossistema de criptomoedas.

“Um fator adicional são as quedas nas taxas de juros que ocorreram não só no Brasil, mas em outros países, o que fez o investidor buscar por diversificação nos ativos”, explica.

Paralelamente, outra novidade anunciada neste ano trouxe mais holofotes para a gestora criada em 2018.

Em setembro, a empresa recebeu a aprovação para lançar o Hashdex Nasdaq Crypto Index ETF, o primeiro ETF de criptomoedas do mundo.

O fundo será listado na Bolsa de Valores de Bermuda, país que já possui uma regulamentação voltada para os criptoativos.

Rebalanceamento do HDAI

Conforme noticiou o CriptoFácil, recentemente a Hashdex anunciou que fez um rebalanceamento trimestral do índice HDAI (Hashdex Digital Assets Index).

Na mesma ocasião, apresentou a performance de seus fundos de investimento e também do índice.

De acordo com a Hashdex, o índice HDAI teve um desempenho em novembro de 45,6%. Já o desempenho em todo ano, até o momento, é de 180,6% com uma volatilidade de 93,8%.

“Dash, AAVE, Ethereum Classic e OMG Network saem do índice por não atingirem 0,25% do market cap [valor de mercado]. Enquanto o Bitcoin SV não apresentou a liquidez mínima exigida”.

Agora, os 15 ativos que compõem o índice são: Bitcoin (BTC), Ether (ETH), XRP, Bitcoin Cash (BCH), Chainlink (LINK), Litecoin (LTC), Polkadot (DOT), Binance Coin (BNB), Stellar Lumens (XLM), EOS (EOS), Tron (TRX), Tezos (XTZ), Cosmos (ATOM), XEM e NEO.

Leia também: Gestora de bilionário planeja lançar fundo de Bitcoin

Leia também: Coinbase pode retirar XRP para poder abrir seu capital

Leia também: Veja 5 dicas para proteger sua carteira de criptomoedas contra golpes

Forex Crypto News: Cripto Facil