Google coloca Bitcoin em primeiro lugar entre moedas mundiais

Google coloca Bitcoin em primeiro lugar entre moedas mundiais

Em um momento em que o Bitcoin atrai ainda mais o interesse de investidores institucionais, o principal criptoativos do mercado passou a ser considerado uma das primeiras moedas em relevância global pelo Google Finance.

Essa seção de informações financeiras do Google é uma nova ferramenta que está funcionando apenas em países selecionados, como Estados Unidos e México.

Para acessar a informação, basta entrar na ferramenta de comparação de mercados no Google Finance. Depois, é só escolher a categoria “Moedas”.

Nessa tela, o preço do Bitcoin (BTC) em dólares americanos é exibido junto ao seu retorno nas últimas 24 horas.

Google Finance

O fato de o Bitcoin estar incluído na seção junto com moedas fiduciárias, como o dólar, o euro e o iene, merece destaque.

Isso porque, no ranking, o Google dá mais peso ao Bitcoin como moeda, principalmente porque o coloca em primeiro lugar.

Abaixo do Bitcoin, o par de que ocupa a segunda colocação é o euro/dólar americano (EUR/USD).

Em seguida, vem o par dólar americano em relação ao iene japonês (USD/JPY). Em terceiro, vem a libra esterlina em relação ao USD (GBP/USD) e, em quarto, o USD em relação ao dólar canadense (USD/CAD).

Esse ranking mostra que o Bitcoin está ganhando popularidade rapidamente em todo o mundo.

Além disso, um estudo do Center for Alternative Finance da Universidade de Cambridge, corrobora esse fato. Segundo o levantamento, mais de 100 milhões de pessoas estão interagindo com Bitcoin e outras criptomoedas.

Outro serviço de informações financeiras amplamente utilizado, o Yahoo Finance, também classifica o BTC/USD no topo de sua seção de moeda. O segundo lugar é Ethereum (ETH) em dólares americanos e o terceiro é o par EUR/USD.

Vantagens do Bitcoin e interesse institucional

Entre as várias vantagens do Bitcoin sobre as moedas convencionais, destaca-se a natureza descentralizada de sua rede. Isso permite que o usuário envie e receba pagamentos sem intervenção de terceiros, de forma rápida e com baixas comissões.

Nesse sentido, ao contrário do sistema financeiro convencional, uma transação de Bitcoin é resistente à censura.

Os pagamentos podem ser enviados a qualquer momento para qualquer parte do mundo. Também não há limite de valores ou necessidade de autorizações.

Por tudo isso, o Bitcoin recebeu sinais significativos de interesse de investidores institucionais neste ano.

Ao todo, 18 empresas adquiriram 612.944 BTC, o equivalente a pouco mais de 7 bilhões de dólares.

Leia também: Cerca de 14% do Bitcoin em circulação é controlado por 5 exchanges

Leia também: Venda de R$ 9 bilhões em Bitcoin da Mt. Gox é adiada para dezembro

Leia também: Comprei Cardano (ADA) e vendi Bitcoin (BTC) | RUMO AOS R$ 100 MIL #12

Forex Crypto News: Cripto Facil