Extremistas sírios estão recebendo apoio em Bitcoin por meio de negociante P2P

Extremistas sírios estão recebendo apoio em Bitcoin por meio de negociante P2P

Conforme noticiado pelo UOL no dia 09 de fevereiro, alemães e pessoas de outras partes do mundo estão financiando as atividades de extremistas islâmicos atuando na Síria por meio de moedas fiduciárias e Bitcoin.

Segundo a publicação, que cita como fonte o jornal alemão Deutsche Welle, o financiamento é feito por meio de um homem na Turquia que recebe transações em moedas fiduciárias e Bitcoin.

Criptomoedas e financiamento de causas terroristas

Patrocinadores turcos são os principais financiadores do último refúgio de extremistas islamistas na Síria, chamado Idlib. De acordo com a reportagem da UOL, descobriu-se que cerca de 60 alemães também estão auxiliando no financiamento e apoio moral da causa rebelde.

Contudo, não são fornecidos dados detalhados de quanto já foi enviado em moedas fiduciárias e quanto já foi recebido pelo P2P turco em Bitcoin. Além disso, a escolha de Bitcoin é um pouco questionável, uma vez que a criptomoeda não tem foco em manter a privacidade das transações.

Segundo um estudo realizado pela Chainalysis e publicado em janeiro deste ano, o uso de criptomoedas no financiamento de causas terroristas ainda é muito nascente. Contudo, o crescimento do uso de criptomoedas com este fim tem sido rápido, estando cada vez mais sofisticado.

Mas não só o P2P turco é responsável por processar pagamentos em Bitcoin para financiar causas do grupo extremista. Conforme relatou o The Daily Beast em outubro de 2019, os terroristas estavam promovendo uma empresa chamada Bitcoin Transfer, em idiomas como francês, inglês, alemão e árabe.

“Você quer receber dinheiro da Europa, Arábia Saudita, Ásia, África e Américas e não quer meios inseguros para transferir o dinheiro? BITCOIN TRANSFER é a solução.”

Desta forma, cabe razão às descobertas feitas pela Chainalysis sobre o financiamento de causas terroristas com criptomoedas. Apesar dos valores ainda serem baixos em comparação às moedas fiduciárias, esta indústria ilícita tem crescido de forma acelerada.

Leia também: Analista afirma que Bitcoin chegará aos US$100 mil até dezembro de 2021

Forex Crypto News: Cripto Facil