EUA recuperam em 2 dias R$ 5 bilhões em Bitcoin que foram roubados

EUA recuperam em 2 dias R$ 5 bilhões em Bitcoin que foram roubados

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ, na sigla em inglês) apreendeu os Bitcoins roubados de uma carteira ligada ao site Silk Road.

A apreensão ocorreu nesta quinta-feira (5), de acordo com a Bloomberg.

Maior apreensão da história dos EUA

Os fundos foram transferidos na terça-feira (3) de uma carteira de criptomoedas com 69.370 Bitcoins. Foi a primeira vez que os fundos se moveram desde 2015.

As autoridades confiscaram os fundos de um hacker desconhecido que teve acesso a eles, segundo o comunicado. O endereço do qual os fundos foram roubados era o quarto mais rico de todo o mercado de Bitcoin.

A empresa de análise de dados Elliptic sinalizou que os fundos estavam sendo movimentados na terça-feira.

Segundo o DOJ, a apreensão de criptomoedas foi a maior da história dos EUA. O valor total chega a US$ 1 bilhão (R$ 5,6 bilhões).

O destino dos Bitcoins confiscados

A apreensão tira uma parte das criptomoedas de circulação pelo menos temporariamente. Os Bitcoins apreendidos pelos federais costumam ser leiloados, mas o processo pode levar meses.

Esses leilões costumam despertar preocupações sobre o impacto nos preços do Bitcoin. No entanto, o preço do criptoativo disparou 9% nesta quinta-feira, chegando aos US$ 15.200 (R$ 83 mil).

O Silk Road era um site da dark web que permitia aos usuários comprar e vender produtos ilícitos, como armas e drogas.

Ele foi um dos maiores responsáveis pela disseminação inicial do uso do Bitcoin. Nos seus 3 anos de operação, o site movimentou mais de US$ 1 bilhão (R$ 5,6 bilhões) em transações, coletando US$ 80 milhões (R$ 448 milhões) em taxas de transações.

O fundador do site, Ross Ulbricht, foi condenado por lavagem de dinheiro, invasão de computador e conspiração para tráfico de drogas.

Ulbricht atualmente cumpre duas sentenças de prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional. Ele ainda fornece análises periódicas sobre o mercado de Bitcoin da prisão.

Leia também: Hacks envolvendo criptomoedas exibem queda em 2020

Leia também: Sócio da InDeal tem R$ 134 milhões apreendidos nos EUA

Leia também: A história do Bitcoin parte 15: o Silk Road

Forex Crypto News: Cripto Facil