Ethereum valoriza mais que o Bitcoin em 2020

Ethereum valoriza mais que o Bitcoin em 2020

O Bitcoin (BTC) está valorizado durante os últimos dias. No Brasil, a criptomoeda acaba de bater a máxima histórica.

Apesar disso, o Ethereum (ETH) mantém um desempenho superior ao do BTC em 2020.

Enquanto isso, diversos bancos tradicionais do mercado estão acumulando prejuízo durante esse ano.

Ethereum valoriza 335% em 2020

O Ethereum valorizou aproximadamente 335% durante o ano de 2020:

Ethereum valorizou
Ethereum valorizou

Dessa maneira, a criptomoeda está valendo R$ 2.292, de acordo com os dados do TradingView.

Além disso, o desempenho do preço do ETH superou, de longe, as perdas obtidas durante a queda dos mercados em março.

No mesmo período, o Bitcoin valorizou aproximadamente 144% para alcançar o valor atual de R$ 72.110.

Bancos perdem dinheiro durante o ano da pandemia

O ano de 2020 está sendo especialmente complexo devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus.

Por conta deste e de outros motivos, alguns grandes bancos têm apresentado prejuízos no período recente.

Assim, o jornalista Jon Erlichman publicou a seguinte mensagem no Twitter:

@JonErlichman
@JonErlichman

Na publicação, é possível ver o desempenho de vários ativos e empresas em 2020. Contudo, vale ressaltar que a moeda utilizada como parâmetro é o dólar.

Desse modo, o ETH lidera a lista, seguido pela Square, que é uma das empresas de Jack Dorsey, CEO do Twitter. Recentemente, a Square comprou US$ 50 milhões (R$ 280 milhões) em BTC, o que ajudou a alavancar o preço das suas ações.

Na sequência, aparece o PayPal, que valorizou 99%. Na última quarta-feira (21), a empresa anunciou que vai permitir transações em criptomoedas na sua plataforma.

Em contrapartida, várias empresas tradicionais do setor financeiro perderam dinheiro em 2020:

  • American Express (bandeira de cartão de crédito e débito): -18%;
  • Western Union (remessas internacionais de dinheiro): -19%;
  • JP Morgan (terceira maior instituição financeira do mundo): -28%;
  • Bank of America (segunda maior holding bancária dos EUA): -32%;
  • Citigroup (maior empresa de serviços financeiros do mundo): -46%;
  • Wells Fargo (empresa de serviços financeiros variados): -58%.

O jornalista não faz uma análise sobre os dados.

No entanto, chama a atenção o fato de que as empresas ligadas às novas tecnologias estão em alta, enquanto as instituições financeiras tradicionais estão amargando prejuízos.

Leia também: Lista mostra quais criptomoedas dominam seus setores

Leia também: Chineses não pretendem usar moeda digital do país, revela Reuters

Leia também: Akon vai dar criptomoedas para criadores de conteúdo

Forex Crypto News: Cripto Facil