Empresa do Call of Duty usará blockchain para ranquear jogadores

Empresa do Call of Duty usará blockchain para ranquear jogadores

A empresa americana que criou o jogo de videogame Call of Duty (ou COD), a Activision, vai usar a tecnologia blockchain para criar um ranking global de jogadores.

Para isso, a companhia obteve uma patente para desenvolver o sistema que vai integrar as plataformas de blockchain.

De acordo com um documento divulgado pelo Escritório de Marcas e Propriedade Intelectual, o projeto foi chamado de “Sistemas e métodos de agregação, padronização e publicação de conteúdo de videogame”.

Portanto, a plataforma vai construir uma classificação dos usuários que usam dois ou mais jogos, usando web scraping ou extração de informações.

Blockchain e jogos

A técnica em questão é uma prática através da qual conteúdos de sites são coletados e armazenados. Isso com auxílio de um programa de computador.

Nesse caso da Activision, o método inclui a busca de dados em blockchains públicas. Com isso, a empresa pretende desenvolver um perfil mais detalhado dos usuários, considerando seu desempenho nos jogos.

O sistema irá coletar, por exemplo, informações sobre o desempenho de um jogador em jogos de cartas. Em seguida, vai comparar a performance com o desempenho em jogos de tiro em primeira pessoa (FPS).

“Esta especificação descreve um sistema e um método para agregar os resultados dos utilizadores, as classificações e os dados estatísticos relativos à prática em dois ou mais jogos (…) apresentando os dados agregados e unificados através de uma interface, para que os dados de um jogo possam ser combinados e/ou comparados com os dados de outro jogo”, diz a patente da Activision.

Sistema de ranking

O sistema vai, então, compilar os dados coletados de várias fontes, dentre elas as blockchains. Desta forma, vai gerar uma pontuação de acordo com o gênero do jogo.

Portanto, a classificação permitirá prever o desempenho estimado de um usuário e cruzar os dados para o restante dos gêneros.

Com essas informação, a plataforma seria capaz de emparelhar jogadores de mesma categoria ou nível. Assim, possibilitando novos desafios e confrontos.

A Activision ressaltou na patente que a busca de dados será feita em blockchains públicas. Apesar disso, não mencionou diretamente as redes Bitcoin ou Ethereum.

Leia também: Empresas brasileiras figuram entre as principais fintechs do mundo

Leia também: Coca-Cola investe em blockchain por meio de empresa de pagamentos

Leia também: CVM multa clube de futebol por realizar oferta de ações

Forex Crypto News: Cripto Facil