EBITDA: entenda a importância deste indicador fundamentalista

EBITDA: entenda a importância deste indicador fundamentalista

Quando se é um investidor em valor, por exemplo, a análise dos resultados da empresa é o principal. Saber fazer uma leitura bem feita levando em considerações os mais importantes indicadores é imprescindível. Dessa forma, iremos explicar um muito falado, mas que você pode não saber exatamente sua importância: o EBITDA.

O EBITDA é a sigla em inglês para Earnings Before Interests, Taxes, Depreciation and Amortization, ou no bom português: Lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização (LAJIDA). Portanto, o EBITDA mostra a saúde financeira da companhia. De acordo com ele, sabemos se a empresa operacionalmente confortável e se está, ou não, gerando caixa através de suas operações.

Não é segredo para ninguém que uma empresa precisa gerar “caixa” – como é popularmente chamado – através de suas operações. Assim sendo, precisamos de um indicador financeiro que mostre exatamente a capacidade e uma empresa em gerar caixa. Então, temos o EBITDA!

Como o EBITDA não leva em consideração empréstimos, financiamentos, depreciação ou impostos dos ativos da companhia, podemos compará-la com própria companhia ao longo do tempo e ainda com outras do mesmo setor.

Mas, afinal, como calcular o EBITDA?

Calcular esse indicador é muito fácil, e na verdade, nem é necessário pois ele já faz parte das demonstrações de resultado de exercício (DRE) da companhia. Entretanto, caso você queira arregaçar as mangas e calculá-lo, ensinamos.

O EBITDA nada mais é do que uma pequena conta de adição e subtração de valores, usando outros dados da empresa. Dessa forma, primeiro achamos o EBIT (lucro operacional), diminuindo os “custos do produto vendido” (CPV) e as “despesas operacionais” da “receita”. Assim, encontramos o EBIT, e agora apenas nos resta somar com a depreciação e amortização e teremos o EBITDA. Fácil, não?

Além disso, um outro indicador comum é a “margem EBITDA”, muito presente nos releases das empresas. A margem EBITDA nada mais é do que o EBITDA dividido pela receita líquida empresa.

Por fim, vale dizer que somente este indicador não é suficiente para avaliar o desempenho de uma empresa. Afinal, ele faz parte apenas de um dos pilares de uma análise bem feita.

Leia também: Notícias de Banrisul, Linx, BRF, JSL e mais

Leia também: Comprei Cardano (ADA) e vendi Bitcoin (BTC) | RUMO AOS R$ 100 MIL #12

Leia também: Coluna do TradingView: BTC supera os US$ 12 mil

Aviso: O texto apresentado nesta coluna não reflete necessariamente a opinião do CriptoFácil.

Forex Crypto News: Cripto Facil