Derivativos de criptoativos crescem mais de 300% em 3 anos

Derivativos de criptoativos crescem mais de 300% em 3 anos

O mercado de derivativos de criptoativos teve crescimento vertiginoso desde 2017. De fato, ele cresceu cerca de 300% desde 2017.

A informação veio de um relatório recente exchange Kraken. Intitulado “The Tail Wags the Dog: An Evolution of Bitcoin Futures“, o documento foi lançado na segunda-feira (2).

Segundo o documento:

“Os derivativos têm agora pelo menos 4,6 vezes o tamanho do volume dos mercados à vista (spot). E segundo a Kraken, essa tendência provavelmente continuará”.

O mercado spot negocia Bitcoin à taxa de mercado vigente. Já os derivativos são produtos de negociação em bolsas. Eles atuam essencialmente como apostas no preço futuro do Bitcoin.

Demanda anual cresceu exponencialmente

A demanda por derivativos de criptoativos aumentou nos últimos anos. Com isso, plataformas nativas (como a BitMEX) cresceram, enquanto exchanges como a Binance criaram seus próprios derivativos.

“O início foi com a Crypto Facilities, BitMEX, Deribit, BitVC (agora HuobiDM) e OKCoin (agora OKEx). Com a entrada de operadores tradicionais como CME e CBOE em 2017, o mercado realmente se consolidou”, disse a Kraken.

A Chicago Mercantile Exchange (CME), adicionou futuros de Bitcoin em 2017, posteriormente adicionando a negociação de opções de Bitcoin em 2020.

A Chicago Board Options Exchange, ou CBOE, também abriu futuros de BTC em 2017, embora a entidade tenha fechado o referido produto em 2019.

O mercado à vista caiu desde a alta histórica de 2017, enquanto o comércio de derivativos ganhou destaque. Entre 2017 e o início de 2018, o mercado saiu de US$ 58 bilhões (R$ 156 bilhões) para US$ 507 bilhões (R$ 2,8 trilhões).

No entanto, houve uma queda drástica nos últimos dois anos. Agora, o mercado à vista representa apenas US$ 104 bilhões (R$ 592 bilhões).

Desde então, os derivativos se consolidaram como mercado dominante. O volume nocional de derivativos explodiu de menos de US$ 6 bilhões (R$ 34 bilhões) em 2017 para impressionantes US$ 1,7 trilhão (R$ 9,7 trilhões) neste ano.

Durante a forte alta de agosto, os derivativos atingiram um recorde mensal. Os volumes totais atingiram a marca de US$ 710 bilhões (cerca de R$ 3,7 trilhões).

O papel da alavancagem

No que diz respeito à lógica de crescimento, a Kraken acredita que a alavancagem desempenha um papel fundamental.

Com ela, os negociantes de derivativos podem basicamente emprestar grandes somas de capital para as negociações, com base no valor que mantêm em suas contas.

Embora os derivativos tenham disparado desde 2017, a regulamentação está se aproximando. A maioria das plataformas de derivados baniu clientes dos EUA nos últimos anos.

As autoridades dos EUA também perseguiram empresas como a BitMEX por supostas violações regulatórias.

Leia também: Bitcoin caminha para bater alta histórica em breve, revela relatório

Leia também: Brasileiros enfrentam dificuldades para investir, revela pesquisa

Leia também: Hacks envolvendo criptomoedas exibem queda em 2020

Forex Crypto News: Cripto Facil