DD Corporation admite não ter dinheiro para pagar investidores

DD Corporation admite não ter dinheiro para pagar investidores

O CEO da DD Corporation (antiga Dreams Digger), Leonardo Araújo, afirmou em um recente vídeo publicado no canal da empresa do YouTube que não há capital suficiente em caixa para honrar os pagamentos retidos de todos os investidores.

Araújo afirma que os pagamentos serão feitos ao fim do contrato de cada investidor, estando os últimos contratos previstos para terminarem em janeiro de 2021.

Problemas com a plataforma levaram ao rombo

O CEO da DD Corporation inicia o vídeo falando novamente sobre os problemas apresentados pela empresa que desenvolveu sua plataforma, a Graff Tecnologia. Assim como dito em um vídeo publicado em dezembro de 2019, por meio do qual Araújo anuncia a paralisação dos saques, são listados supostos erros da plataforma.

Duplicidade de saques, cliente que sacou o mesmo valor 99 vezes e uma falha que possibilitaria um cliente multiplicar seu saldo quantas vezes quisesse foram algumas das justificativas apresentadas por Araújo.

Ele alega que tais falhas causaram um rombo na empresa, e que teria “errado”. Araújo declara no vídeo:

“Nós não temos possibilidade financeira alguma, nós não temos caixa algum para poder devolver imediatamente todo aquele capital que você colocou no nosso negócio, tendo em vista que 80% ficou prejudicado pelo primeiro sistema, o sistema de multinível.”

O executivo da empresa afirma ainda “ter fé” que um dia a DD Corporation retornará para o ramo multinível, mas que atualmente “não tem como seguir honrando com o que foi vendido”. O plano da DD Corporation, segundo seu CEO, é “trabalhar dia e noite” operando com arbitragens no mercado de criptoativos com “o pouco que tem” para ressarcir seus clientes.

O plano culminará no pagamento de todos os investidores na data do término de seus contratos de um ano. A título de exemplo, um investidor que tenha contrato com fim previsto em fevereiro de 2020, os valores restantes serão pagos em março do mesmo ano. Contudo, Araújo já adianta que “não será fácil”, possivelmente indicando a possibilidade de mais atrasos nos pagamentos dos rendimentos.

Seguindo a lógica proposta por Araújo, clientes que firmaram contratos em dezembro de 2019 serão pagos apenas em janeiro de 2021. O CEO da DD Corporation completa:

“Estamos apresentando aqui um termo de ajuste de conduta, vamos dizer assim.”

E-Volve e DD Corporation

Entre o fim de 2019 e início de 2020, foi anunciada a E-Volve, plataforma de marketing multinível que em diversas ocasiões foi apontada como plataforma de escolha dos líderes da DD Corporation.

Além disso, Leonardo Araújo é apontado como consultor da E-Volve, o que chama muita atenção para uma possível relação entre ambas as empresas. Pouco se sabe acerca de organização da E-Volve, apenas que ela é propriedade de “um italiano”, e os aportes são feitos em criptomoeda ou euro.

Existem boatos ainda sobre a E-Volve ser uma tentativa de internacionalizar a DD Corporation, captando investidores em outro país, mas com um nome diferente. Contudo, nenhum vínculo que comprove tal informação foi encontrado até o momento.

Leia também: E-Volve é o nome da nova empresa associada à DD Corporation

Forex Crypto News: Cripto Facil