DCRDEX: Decred lança sua exchange descentralizada

DCRDEX: Decred lança sua exchange descentralizada

A Decred anunciou o lançamento de sua exchange descentralizada, a DCRDEX. O lançamento ocorreu no último sábado (24). A informação foi divulgada pelo perfil Decred News no Twitter.

O perfil fez referência à 2017, quando ocorreu a primeira transação atômica (troca direta) entre Litecoin e Decred.

“Em 2017, Charlie Lee e Alex fizeram a primeira troca atômica entre Decred e Litecoin. Foi o começo de um sonho. Hoje consegui trocar o BTC pelo DCR pressionando um botão no DCRDEX. Veja no YouTube”, afirmou.

Junto com a mensagem, o perfil divulgou um vídeo com cerca de dois minutos. Nele é possível ver o uso da DCRDEX em uma transação envolvendo a compra de Decred usando Bitcoin.

Primeira transação já está registrada

A transação foi registrada no domingo (25). De acordo com o site Bitaps, ela envolveu cerca de 0,04 Bitcoins (R$ 2.960).

Ao mesmo tempo, a transação também foi registrada na blockchain da Decred. De acordo com o explorador de blocos da Decred, o valor foi de quase 245 DCR.

Sobre a DCRDEX

A ativação da nova exchange coincide com as movimentações do código no GitHub. Segundo os dados, a última modificação foi executada ainda no domingo (25).

Segundo o repositório, a DCRDEX é um “sistema que permite a troca confiável de diferentes tipos de ativos de blockchain por meio de uma API familiar baseada no mercado”.

A exchange não realiza a custódia dos criptoativos e opera com base na tecnologia de troca atômica. Com isso, ela permite a troca direta entre criptoativos, sem depender de uma exchange que opera com moedas fiduciárias.

As negociações são realizadas diretamente entre os usuários por meio de contratos em rede, sem dependência real de DEX, embora os detalhes da troca devam ser relatados como cortesia e para provar a conformidade com as regras de negociação.

As negociações são liquidadas com trocas atômicas de 4 transações e nada mais. A DEX não coleta taxas de negociação, não há token intermediário e nenhuma taxa. Porém, ela exige que uma taxa de registro única seja paga na rede.

A tecnologia de troca atômica protege todas as negociações, mas o software cliente ainda deve aderir a um conjunto de políticas para garantir a liquidação ordenada das correspondências.

Caso haja infrações entre os usuários, podem ser aplicadas penalidades. A maior delas é a perda dos privilégios de negociação e perda da taxa de registro.

Leia também: Kanye West elogia entusiastas do Bitcoin: “sabem o caminho da libertação”

Leia também: Altcoins “antigas” vão morrer, prevê baleia da Bitfinex

Leia também: PayPal: saiba o que pode ser feito com Bitcoin

Forex Crypto News: Cripto Facil