Coinbase está vazando dados de usuários no Reino Unido

Coinbase está vazando dados de usuários no Reino Unido

A Coinbase mandou um aviso aos seus investidores com residências no Reino Unido.

No comunicado, a exchange de criptomoedas afirma que está colaborando com a autoridade fiscal britânica.

Contudo, a corretora já foi sido criticada anteriormente por colaborar com a Receita dos Estados Unidos.

Coinbase vai passar informações de clientes à Receita do Reino Unido

Nos últimos dias, a Coinbase tem enviado e-mails para alguns dos seus clientes do Reino Unido, conforme reportado pelo Decrypt:

E-mail da Coinbase aos clientes do Reino Unido [Decrypt]
E-mail da Coinbase aos clientes do Reino Unido [Decrypt]

No documento, a Coinbase informa que recebeu uma comunicação da “HM Revenue and Customs”, que é o equivalente à Receita Federal no Reino Unido.

Por conta disso, a exchange se viu obrigada a repassar informações dos seus clientes para a autoridade fiscal:

“O aviso que recebemos da Receita nos obrigou a providenciar certas informações do período de 2017 a 2019 de todos os nossos clientes do Reino Unido.

Depois de uma negociação, conseguimos reduzir o escopo do pedido da Receita.

Agora, os clientes com endereço no Reino Unido que receberam mais do que € 5 mil [R$ 33.218] em criptoativos na plataforma da Coinbase durante o ano fiscal de 2019/2020 terão as suas informações compartilhadas com a Receita. Isso inclui tanto as compras quanto o recebimento de criptoativos na conta pessoa da Coinbase.”

Na sequência, a exchange aconselha aos seus clientes que entrem em contato com um profissional da área tributária, caso tenham dúvidas sobre o procedimento.

Investimento em criptomoedas pode ser taxado em 20%

No Reino Unido, as criptomoedas são vistas como uma modalidade de investimento.

Assim, o governo pode tributar os investimentos em criptoativos num patamar próximo a 20%. No entanto, a taxação pode variar, de caso para caso.

Ademais, a ação da Receita britânica não é surpreendente; a instituição procurou diversas exchanges que operam no seu território em 2019. O motivo foi o compartilhamento das informações dos clientes das corretoras de criptomoedas.

Contudo, a ação pode ser vista de maneira negativa pelos entusiastas de criptomoedas.

No passado, a Coinbase foi criticada por parte da criptoesfera ao colaborar com a Receita dos EUA.

A corretora também prestou informações de parte dos seus clientes ao FBI e à FinCEN, que é a Rede de Coerção aos Crimes Financeiros dos EUA.

De toda maneira, a tendência é a de que os governos se interessem cada vez mais pelas criptomoedas. Nos Estados Unidos, o formulário de declaração do Imposto de Renda desse ano deu um destaque especial para as criptomoedas.

Leia também: Uniswap movimenta R$ 75 bilhões e passa Coinbase e Kraken

Leia também: União Europeia planeja euro digital para se proteger de “criptomoedas estrangeiras”

Leia também: Semana das criptomoedas: família investe tudo em Bitcoin, faltam 11% de BTC para minerar e Bitcoin a R$ 300 mil

Forex Crypto News: Cripto Facil