Cofundador da Bitmain sugere recompra de ações para acabar com disputa interna

Cofundador da Bitmain sugere recompra de ações para acabar com disputa interna

A disputa entre Jihan Wi e Micree Zhan pelo controle da Bitmain segue ferrenha. Porém, ela pode estar perto de uma resolução.

Em uma carta enviada no domingo, 21 de junho, Zhan ofereceu a recompra de ações de Wu e vários membros fundadores e alguns funcionários da empresa. A oferta de Zhan foi baseada numa avaliação de valor da Bitmain em US$ 4 bilhões (R$ 21 bilhões).

A oferta é um esforço para promover negociações que possam acabar com as disputas que estão destruindo a empresa. A cisão começou desde que Zhan voltou à empresa depois de ter sido deposto por Wu em outubro passado. Em maio, houve uma tentativa de retirada da licença corporativa de Zhan, o que poderia retirá-lo de vez da empresa.

Valuation pode dificultar acordo

Atualmente Zhan possui 36% das ações da Bitmain, sendo o maior acionista da empresa. Por outro lado, Wu controla cerca de 20%. Outros três membros fundadores possuem cerca de 15% das ações. 19% estão em opções de compra para os funcionários e os 10% restantes pertencem a investidores externos.

Mas o valor de US$ 4 bilhões está significativamente abaixo da última avaliação de mercado da empresa. A Bitmain foi avaliada em cerca de US$ 1 bilhão (R$ 5,3 bilhões) em setembro de 2017, durante sua rodada de investimentos Série A.

Quando a Bitmain entrou em fase de captação de recursos em agosto de 2018, o valor saltou para US$ 12 bilhões (R$ 60 bilhões). Finalmente, em uma rodada pré-IPO, a empresa foi avaliada em US$ 14,5 bilhões (R$ 77 bilhões).

Impacto na fabricação de equipamentos

A luta pelo poder está colocando em risco os processos de fabricação de mineradores da empresa. Ainda no domingo, uma carta foi publicada no site oficial da Beijing Bitmain, que é controlada por Wu. A carta anunciava a suspensão do fornecimento de matérias para a Century Cloud Media (CCM).

No momento em que Zhan retornou à empresa, ele assumiu o controle da CCM, da fábrica de embalagens e do armazém da Bitmain em Shenzhen. Logo depois, ele interrompeu as remessas para os clientes da Bitmain. Um ex-funcionário da empresa familiarizado com o assunto afirmou que o cunhado de Zhan, Zhou Feng, foi encarregado da entidade de Shenzhen.

“A Bitmain Hong Kong suspendeu temporariamente o fornecimento de chips para a Century Cloud Core, controlada pelos parentes de Zhan. Durante a suspensão, buscaremos negociações com os parentes de Zhan. Queremos a garantia de que eles estão comprometidos em proteger o interesse da Bitmain e de seus clientes”, diz o comunicado.

Leia também: Bitmain atrasa entrega de ASIC para mineradores para prejudicar Jihan Wu

Leia também: Akon já levantou R$ 32 bilhões para construir cidade 100% gerida por criptomoeda

Leia também: Cuidado: Bitcoin pode sofrer dura queda nesta semana

Forex Crypto News: Cripto Facil