Código do Bitcoin vira obra de arte avaliada em R$ 80 mil

Código do Bitcoin vira obra de arte avaliada em R$ 80 mil

O código de programação que dá vida ao Bitcoin (BTC) possui cerca de 12,3 milhões de dígitos.

Com isso em mente, um artista chamado Ben Gentilli – sob o pseudônimo de Robert Alice – passou três anos transformando o código do BTC em arte.

Dessa maneira, Alice criou 40 quadros que são compostos por trechos do código da criptomoeda.

A coleção é chamada de “Retratos de uma mente” e cada uma das pinturas vale algo em torno de US$ 12 mil (R$ 67.393) a US$ 15 mil (R$ 84.241).

Coleção de quadros homenageia o Bitcoin

Na sua página oficial, Alice denomina a coleção como “o maior trabalho de arte na história da blockchain”.

Assim, a ideia do projeto é a de descentralizar o código do BTC em quarenta fragmentos diferentes:

Obra de arte com o código do Bitcoin
Obra de arte com o código do Bitcoin

Além disso, as obras foram realizadas em telas circulares nas quais alguns trechos do código do Bitcoin foram pintados de maneira meticulosa.

O artista contou com o auxílio de uma máquina especializada pra esse tipo de serviço:

Obra de arte com o código do Bitcoin
Obra de arte com o código do Bitcoin

A ideia de Alice em fragmentar o código é a de que nenhum dos seus compradores vai obter o código completo da criptomoeda.

Em outras palavras, as pinturas são um símbolo da descentralização, assim como o próprio Bitcoin.

Alice também define as pinturas como “um retrato de Satoshi Nakamoto”. Nakamoto é o suposto criador do Bitcoin.

Pinturas contém coordenadas de locais da Terra

Cada um dos 40 quadros de Alice contém coordenadas, conforme é possível observar na imagem:

Obra de arte com o código do Bitcoin
Obra de arte com o código do Bitcoin

A inscrição das coordenadas foi colocada em números dourados em meio ao código do BTC.

Dessa maneira, os locais referenciados pelas pinturas correspondem a “lugares que formam as suas próprias redes conceituais”, de acordo com Alice:

Obra de arte com o código do Bitcoin
Obra de arte com o código do Bitcoin

Ademais, metade das obras já foi vendida para colecionadores ao redor do mundo.

As pinturas têm atraído a atenção de alguns entusiastas das criptomoedas. Jehan Chu, o cofundador de uma empresa de investimentos focada em blockchain, foi um dos compradores, de acordo com a CNN.

As 20 pinturas restantes serão vendidas ao público. Desse modo, a primeira delas vai a leilão em Nova Iorque na noite desta quarta-feira (7).

Finalmente, o próprio Alice é um entusiasta do Bitcoin, já que afirma possuir investimentos na criptomoeda.

Leia também: Famoso trader prevê mais quedas para Bitcoin e Ethereum

Leia também: Trump recusa pacote de estímulos e Bitcoin cai

Leia também: Bitcoin caminha para valer R$ 550 mil em 2025, afirma Bloomberg

Forex Crypto News: Cripto Facil