China gastou R$ 820 milhões em transações de sua moeda digital

China gastou R$ 820 milhões em transações de sua moeda digital

O Banco do Povo da China, que é o Banco Central do país, anunciou os primeiros dados oficiais sobre as transações com o projeto do Yuan Digital chinês.

Esta é a primeira vez que a China divulga essas informações sobre seu projeto de Moeda Digital de Banco Central (CBDC, na sigla em inglês) chamado pelos chineses de DC/EP.

Assim, segundo o Banco Central chinês mais de 1 bilhão de yuans já foram transacionados no novo sistema.

O vice-governador da autoridade monetária, Fan YiFei, disse que apenas no ano passado, 3,13 milhões de transações foram processadas usando o yuan digital.

CBDC

Durante a conferência bancária e financeira da Sibos na segunda-feira (5) Fan revelou que os programas-pilotos em toda a China fizeram “progresso positivo”.

Além disso, acrescentou que mais de 6.700 casos de uso foram implementados no final de agosto deste ano.

Esses casos de uso variam de compra de itens, pagamentos de contas e transportes, até serviços governamentais.

Segundo ele, o escopo desses programas-pilotos mostra a dedicação da China em lançar o yuan digital o mais rápido possível.

“O Banco Popular da China”, disse Fan durante a conferência, “vê o yuan digital como uma infraestrutura financeira importante para o futuro”.

China

Fan também explicou que a moeda digital está sendo usada em vários métodos de pagamento. Como por exemplo pagamento por meio de códigos de barras, reconhecimento facial e transações “tap-and-go”.

Também foi revelado que mais de 113.300 carteiras digitais pessoais e cerca de 8.800 carteiras pessoais foram criadas. Essa ação também integram os programas piloto DCEP em toda a China.

No entanto, o número total de carteiras pessoais pode ser um pouco menor do que os 113.300 relatados. Isso porque, segundo Fan, a CBDC foi usada para recompensar cerca de 5.000 profissionais de saúde envolvidos no tratamento de COVID-19.

Portanto, com a CBDC, foram criados os incentivos financeiros chamados “pacotes vermelhos”. Com eles, os destinatários podem gastar em comerciantes designados em Luohu, distrito de Shenzhen.

Fan revelou ainda que o yuan digital já foi usado para transações no valor de mais de 1,1 bilhão de yuans. As estatísticas também mostram que cada carteira gastou cerca de 350 yuans (US$ 52), em média, por transação.

Leia também: Fita cassete valoriza 18.465% após ser tokenizada

Leia também: China distribui R$ 8 milhões em sua moeda digital

Leia também: Trader revela como transformou 0,19 BTC em 8 Bitcoins em 3 semanas

Forex Crypto News: Cripto Facil