China defende moedas digitais de bancos centrais em reunião do G20

China defende moedas digitais de bancos centrais em reunião do G20

O presidente da China, Xi Jinping, defende uma “atitude aberta e receptiva” sobre moedas digitais de bancos centrais (CBDCs, na sigla em inglês). A fala ocorreu durante a reunião do G20 nesta semana.

O discurso de Jinping ocorreu no sábado (21). Sua fala foi transcrita pelo Ministério das Relações Exteriores chinês.

No seu discurso, Jinping se referiu às CBDCs no contexto do “desenvolvimento sólido da economia digital”.

“O G20 precisa discutir o desenvolvimento de padrões e princípios para moedas digitais do banco central com uma atitude aberta e acomodatícia. Também precisa lidar adequadamente com todos os tipos de riscos e desafios enquanto pressiona coletivamente pelo desenvolvimento do sistema monetário internacional”, disse.

Em seu discurso, Jinping também falou sobre manter as portas abertas no desenvolvimento de novas tecnologias.

“Este novo paradigma de desenvolvimento não é de forma alguma uma política de portas fechadas. Em vez disso, incentiva esforços tanto do lado da oferta quanto da demanda para garantir um fluxo desimpedido na produção, distribuição, troca e consumo”, disse.

Pioneira em CBDC e blockchain

A fala é notável, porém, não surpreende. A China tem assumido a liderança na corrida pela implementação de uma CBDC entre as maiores economias do mundo.

O país está prestes a lançar seu próprio sistema de moeda digital, denominado DCEP. Os testes estão em andamento, com a participação de dezenas de cidades chinesas.

Com isso, milhões de cidadãos já estão utilizando a moeda digital chinesa na prática. No entanto, a China ainda não estipulou uma data para o lançamento final.

E não é apenas no mercado de CBDC que o gigante asiático planeja inovar. Jinping já havia pedido que o país assumisse “posição de liderança” na aplicação da blockchain no setor público.

Consequentemente, o país acelerou ainda mais o seu desenvolvimento. Hoje a China é um dos países com mais patentes registradas envolvendo tecnologias blockchain.

E, com isso, pode ver sua economia se tornar ainda mais competitiva no futuro.

“Ao mesmo tempo que torna a economia chinesa mais resiliente e competitiva, também visa construir um novo sistema de economia aberta de padrões mais elevados. Isso criará mais oportunidades para o mundo se beneficiar do desenvolvimento de alta qualidade da China”, finalizou Jinping.

Leia também: Bitcoin pode triplicar de preço com investimento de 3 bilionários

Leia também: Pegadinha do Malandro: Sérgio Mallandro cai em pirâmide

Leia também: Ações de grandes empresas estão mais voláteis que o Bitcoin

Forex Crypto News: Cripto Facil