China cria centro de comércio de ativos digitais para promover uso de CBDC

China cria centro de comércio de ativos digitais para promover uso de CBDC

Na manhã de 14 de maio, falando no 17º Congresso Popular da Província em Chengdu, Luo Qiang, o prefeito de Chengdu disse que vai acelerar a construção de um centro financeiro na cidade movido a blockchain.

“Chengdu acelerará a construção da plataforma de serviços de financiamento e garantia de propriedade intelectual com blockchain. Vamos promover o estabelecimento de um centro de negociação de ativos digitais para promover o piloto do yuan digital da China“, disse.

Qiang também apontou que grandes esforços serão feitos para desenvolver uma nova economia. Desta forma, segundo o prefeito, a cidade vai promover ativamente a construção de uma economia digital. Assim, objetivo é acelerar o desenvolvimento de aplicações em blockchain, 5G e Inteligência Artificial.

Yuan Digital

Atualmente, os testes com o CBDC da China, o Yuan Digital, estão concentrados principalmente em empresas de varejo. No entanto, nas cidades que participam dos testes eles estão abertos somente a funcionários do governo e cidadãos selecionados.

De acordo com relatos, a wallet da moeda digital da China possui algumas funções como exchange e gerenciamento de diferentes ativos. Além disso, a carteira também permite rastrear transações e transferências instantâneas entre wallets.

Sobre Chengdu

A região de Chengdu vem sendo descrita como um dos novos hubs de inovação da China. O motivo desta ascensão seria o rápido desenvolvimento econômico que também se inclina para a tecnologia.

Assim, relatórios do Governo chinês sugerem que os testes de aplicação de novas tecnologias na região se concentram principalmente em empresas de varejo, incluindo fornecedores de alimentos.

A região também tem ambições de se tornar o centro financeiro da China. Por isso, abriga startups que vem apresentando crescimento significativo na China, como a Codoon.

Blockchain

No início de 2019, a capital da província de Sichuan, Chengdu, lançou uma plataforma baseada em blockchain para atender ao comércio transfronteiriço entre a China e a Europa que envolve vários modos de transporte.

Já o Ministério da Ciência e Tecnologia da China anunciou recentemente que cidades como Chongqing, Chengdu, Xi’an e Jinan fazem parte do desenvolvimento de zonas piloto para o desenvolvimento de aplicações unindo blockchain e Inteligência Artificial.

Assim, segundo anúncios, o ministério planeja desenvolver cerca de 20 zonas piloto em todo o país até 2023.

Leia também: China foca em empresas de Bitcoin em investigações sobre lavagem de dinheiro

Leia também: Covid-19 pode viabilizar pagamentos via blockchain no Brasil

Leia também: Empresa de capital de risco lança curso online e gratuito sobre criptomoedas

Forex Crypto News: Cripto Facil