Caso Unick: Fernando Salomon tentou dar golpe de R$ 2 milhões em Leidimar Lopes

Caso Unick: Fernando Salomon tentou dar golpe de R$ 2 milhões em Leidimar Lopes

Mais um golpe envolvendo a Unick Forex foi revelado, segundo relatório da Polícia Federal (PF) com base em informações obtidas com escutas telefônicas. Mas, desta vez, trata-se de um golpe interno de R$ 2 milhões.

De acordo com as autoridades policiais, Fernando Salomon tentou enganar Leidimar Lopes, durante a gestão da  Unick Forex.

A empresa é acusada de estelionato, lavagem de dinheiro, além de crimes contra a economia popular e outros.

Entenda o caso 

Fernando Salomon e Leidimar Lopes são acusados pela PF de serem os mentores da Unick Forex. Assim, o esquema fraudulento da empresa teria deixado um prejuízo de mais de R$ 28 milhões, até ser desarticulada por uma operação da PF.

No entanto, os golpes não aconteciam apenas contra investidores, segundo aponta o relatório da PF, obtido com exclusividade pelo Cointelegraph.

Isso porque, Salomon teria dito a Lopes que um advogado da empresa de pagamentos onde R$ 80 milhões da Unick estavam presos estava pedindo uma propina de R$ 2 milhões para liberar o dinheiro.

Escutas telefônicas

Assim, em uma escuta telefônica do dia 25 de julho de 2019, uma mulher chamada Caren conversava com a advogada Thatiana Antunes Marranghello, sócia do escritório de advocacia Fernando Salomon & Advogados Associados.

No diálogo, elas conversavam sobre a suposta propina cobrada por Giancarllo Melitto.  Ele seria, então, o advogado da Zoop Tecnologia e Meios de Pagamento S.A. que estaria cobrando os R$ 2 milhões.

Em outra escuta, a advogada conversa com Leidimar Lopes e diz que Solomon teria pedido que o assunto fosse resolvido.

Mas tudo não passava de uma farsa para Solomon embolsar o dinheiro de Lopes.

A PF explica no relatório que Solomon teria “inventando o pedido de “propina”, com o objetivo de se apropriar dos R$ 2 milhões de Leidimar. Um trecho do relatório destaca:

“no sentido de Caren, por conhecer muito bem Fernando Salomon, ter certeza de que este iria embolsar o dinheiro que seria pago sob o falso argumento de pedido de vantagem indevida”, relata a PF. “Ao que se verifica, Fernando Salomon já vinha preparando este “golpe” contra Leidimar, sendo que para isso estava necessitando de uma conta corrente, de fora do Estado do Rio Grande do Sul, para albergar os R$ 2 milhões que pretende amealhar com o estelionato que está arquitetando”, completou a PF.

Entretanto, as informações não esclarecem se a propina foi paga ou não ou Leidimar Lopes.

Leia também: Demanda por Bitcoin explode após país bloquear transações digitais

Leia também: SBT faz reportagem sobre G44 e classifica empresa como “golpe bilionário”

Leia também: Ex-diretor da Unick não é encontrado e pode estar em fuga

Forex Crypto News: Cripto Facil