Blockchain fará parte de maior hackathon da América Latina

Blockchain fará parte de maior hackathon da América Latina

Na próxima sexta-feira (9) começa o Hacking.Rio, o maior Hackathon do Brasil e da América Latina.

O evento – que vai até o dia 11 de outubro – vai contar com desafios envolvendo tecnologia blockchain e transformação digital.

Além disso, vai dar R$ 120 mil em prêmios e uma viagem com tudo pago para o WebSummit Portugal 2020.

Sobre o Hacking.Rio

A 3ª edição do Hacking.Rio será 100% virtual e contará com diversas palestras para mais de 2 mil participantes.

Ao todo, serão 48 horas de maratona em 15 hackathons simultâneos. O objetivo dos desafios é encontrar soluções simples para os desafios reais da sociedade, como transformação digital, educação, energia e sustentabilidade.

Neste ano, o evento contará com 2 categorias. A Standard é voltada para iniciantes e a Masters para desenvolvedores, programadores, designers, cientistas de dados e outros especialistas mais experientes.

Haverá ainda um hackathon exclusivo para mulher, o Women In Tech.

Cada hackathon terá a orientação de mentores técnicos e especialistas do segmento. As equipes serão avaliadas por uma banca de cinco jurados especialistas no final dos desafios.

Assim, a equipe vencedora de cada um dos hackathons terá uma premiação de R$ 5 mil. Além disso, as 15 equipes vencedoras concorrem também ao Prêmio Master.

Nessa premiação, os integrantes da melhor equipe receberão uma viagem para o WebSummit Lisboa, em Portugal.

Desafio Gov.br vai incluir blockchain

O Serpro, empresa de TI do Governo Federal, é o patrocinador oficial do evento. Por isso, teve direito a construir o desafio Gov.br, o portal digital do Governo Federal.

Segundo o Serpro, o objetivo será construir soluções para tornar a experiência de acesso aos serviços públicos mais ágil, eficaz, inteligente, universal e segura.

Para isso, as equipes poderão utilizar tecnologias como blockchain, Inteligência Artificial, Machine Learning, Big Data e IoT.

O superintendente de Relacionamento com Clientes de Governo Digital do Serpro, Diego Ribeiro, acredita que os participantes do desafio serão protagonistas no aperfeiçoamento do Gov.br.

“A solução abrange toda a população brasileira e praticamente todos os cidadãos que interagem ou irão interagir com o Gov.br. Assim, quanto melhor for a experiência que ele gera, maior será o seu sucesso”, disse. “Esperamos ter muitas ideias inovadoras para que o cidadão possa usar essa solução de uma forma simples e eficiente.”

Leia também: Veja quais foram as ações favoritas dos brasileiros em setembro

Leia também: PIX: Nubank vai dar até R$ 50 mil para quem usar o PIX

Leia também: Google Cloud e EOS: empresa quer se tornar produtora de blocos

Forex Crypto News: Cripto Facil