Bitcoin tem futuro brilhante e deve se beneficiar da atual crise do mercado, revela pesquisa

Bitcoin tem futuro brilhante e deve se beneficiar da atual crise do mercado, revela pesquisa

Um nova pesquisa, desenvolvida pela plataforma de informações financeiras The Tokenist afirmou que o Bitcoin tem um “futuro brilhante”. Além disso, segundo os pesquisadores, o criptoativo provavelmente irá se beneficiar significativamente da atual crise do mercado provocada pela Covid-19.

De acordo com a Forbes, que noticiou sobre o estudo nesta quarta-feira, dia 24 de junho, o aumento do desemprego e as medidas sem precedentes adotadas pelos governos para conter a crise do coronavírus fomentaram o interesse pelo Bitcoin.

“Com mais de 20 milhões de americanos atualmente desempregados, a narrativa pública sobre o Bitcoin mudou”, disseram os pesquisadores.

Aumento de interesse no BTC entre os millennials

Segundo eles, os resultados são impressionantes, pois o estudo mostrou que o conhecimento e a confiança sobre o Bitcoin são crescentes em todas as faixas etárias e gêneros pesquisados.

Esse efeito foi mais visível entre os millennials, já que 45% desse grupo preferem investir em Bitcoin do que em  ações, imóveis ou ouro. Além disso, o levantamento revelou que 47% das pessoas confiam mais no Bitcoin do que em grandes bancos. Assim, representando um aumento de 29 pontos percentuais nos últimos três anos.

Uso do Bitcoin na próxima década

No que diz respeito à adoção do Bitcoin por parte da população nos próximos 10 anos, 43% dos entrevistados disseram acreditar que a maioria das pessoas estará usando Bitcoin na próxima década. Já entre os millennials, esse percentual salta para 59%. Além disso, 44% deles relataram que, provavelmente, comprarão Bitcoin nos próximos cinco anos.

“Com a confiança nos instrumentos de investimento tradicionais diminuindo, o Bitcoin está pronto para oferecer aos investidores uma reserva alternativa de valor a longo prazo”, disseram os pesquisadores.

Bitcoin

Confiança no BTC cresceu desde 2017

O The Tokenist pesquisou cerca de 5.000 pessoas até abril de 2020, comparando as descobertas com pesquisas realizadas pela corretora eToro, Blockchain Capital e o site de finanças pessoais BankRate em 2017.

Estudo concorda com relatórios da comunidade cripto

Os resultados da pesquisa vão de encontro ao que acredita a comunidade do Bitcoin e de criptomoedas.

Alex Leishman, fundador da empresa de serviços financeiros e corretagem de Bitcoins, River Financial, por exemplo, relatou que viu sua base de clientes dobrar a cada mês neste ano. Ele também atribuiu o aumento de interesse pelo ativo ao movimento do Federal Reserve dos Estados Unidos.

“A atividade crescente que vimos desde o início de 2020 foi em parte inspirada pela intervenção monetária sem precedentes do Federal Reserve.”

Leia também: Pesquisa aponta que 83% dos endereços de Bitcoin estão lucrativos

Leia também: Mudança na SEC pode viabilizar ETF de Bitcoin, afirma especialista

Leia também: Bitcoin pode chegar a R$ 250 mil com apenas 1% do capital de instituições, aponta Messari

Forex Crypto News: Cripto Facil