Bitcoin rompe os R$ 70 mil e dispara, mas e agora?

Bitcoin rompe os R$ 70 mil e dispara, mas e agora?

O Bitcoin valorizou mais de 12% na semana no momento da escrita desta matéria. Somado à valorização do dólar, o movimento criou uma nova máxima histórica em reais para o BTC.

Além disso, o mercado está atípico. As altcoins não estão acompanhando a valorização do BTC, como é de costume — embora o Ethereum tenha mostrado sinais de valorização.

Desta forma, o cenário atual deixa algumas dúvidas. O Bitcoin vai sustentar a alta, ou uma correção está prestes a começar?

Próxima parada nos US$ 14 mil?

A cotação atual do Bitcoin é US$ 12.742,17. Segundo a Escola de Investimentos Digitais (ESID), a próxima resistência após os US$ 12 mil seria os US$ 12.468.

Entretanto, a mesma já foi rompida. Nesse caso, a previsão da ESID se torna bem otimista: há força para testar o nível em US$ 13.970.

Caso essa previsão seja confirmada, o BTC pode atingir os R$ 80 mil na cotação em real.

Ademais, com o rompimento desta quarta-feira (21), o Bitcoin atingiu sua nova máxima no ano. Tantos indicadores positivos estão deixando os analistas otimistas, mas ainda falta algo.

De acordo com Tony Spilotro, o volume do BTC ainda precisa crescer. Spilotro acrescenta que, quando o volume de transações em Bitcoin crescer, seu preço pode disparar.

Como exemplo, ele menciona casos semelhantes no passado, quando há uma valorização expressiva sem volume. Nesses casos, o preço disparou consideravelmente.

Assim, caso essa movimentação se mantenha até a próxima sexta-feira (23), a probabilidade de ganhos maiores se torna maior.

E o Ethereum?

Até a manhã desta quarta-feira, o Ethereum exibia uma movimentação anêmica. Nem mesmo a notícia envolvendo o PayPal aceitar a altcoin em pagamentos fez o preço disparar.

Contudo, foi uma questão de tempo. O Ethereum recuperou a semana negativa que estava tendo com uma valorização de quase 7% nas últimas 24 horas.

Próximo da importante barreira dos US$ 400, um trader vê um futuro promissor para a maior altcoin em valor de mercado.

Segundo CryptoUB, trader famoso por suas previsões no Twitter, o Ethereum vai “teletransportar” para cima caso rompa os US$ 400.

Em outras palavras, uma valorização rápida e agressiva aguarda a altcoin acima desta barreira. O trader completa ainda que os US$ 400 poderão se tornar um nível de suporte durante a alta.

Todo mundo no lucro

A valorização do Bitcoin foi especial no Brasil. Investidores que entraram no final da alta de 2017 e comprar o criptoativo a preços altos ficaram “presos” em suas posições.

Embora a máxima represente um derretimento do real perante o dólar, o episódio é uma oportunidade de libertação para estes investidores.

Porém, ela não se limita apenas a eles. Segundo dados do IntoTheBlock, quase 95% dos endereços de BTC estão lucrando com a cotação atual.

Dos praticamente 5% restantes, todos estão em posição neutra — ou seja, não levam prejuízo caso decidam liquidar suas posições no nível de preço atual.

Todo o cenário desenha um momento especial para o Bitcoin. Agora resta saber até onde o criptoativo caminhará até a próxima correção.

Leia também: Bitcoin tem demanda três vezes maior que a oferta, aponta gráfico

Leia também: Bitcoin dispara enquanto Ethereum cai; Especialistas explicam os motivos

Leia também: Rompeu: Bitcoin supera sua máxima histórica em reais

Forex Crypto News: Cripto Facil