Bitcoin não consegue se manter acima de US$8.000 e mercado segue instável

Bitcoin não consegue se manter acima de US$8.000 e mercado segue instável

Bitcoin mais uma vez ficou abaixo dos US$8.000, ao perder a disputa para se manter acima desta marca. Nesta quarta-feira, 11 de março, o BTC corrigiu e arrastou consigo grande parte do mercado. De volta à zona dos US$7.000, o Bitcoin deixa investidores incertos quanto ao seu próximo movimento: rompimento dos US$8.000 ou correção mais aguda?

De acordo com dados obtidos pela ferramenta Coinmarketcap, o BTC escorregou 2,52% nas últimas 24 horas contadas da escrita desta matéria, atualmente cotado a US$7.858,56. Após uma alta intradia de US$8.136,95, o BTC não está tão distante da sua marca mais baixa do mesmo período, posicionada em US$7.814,76. O volume de troca do Bitcoin também voltou a ficar abaixo dos US$40 bilhões, atualmente em US$39,9 bilhões.

O top 10 foi marcado por perdas, que seguiram o declínio do Bitcoin. Litecoin, Tezos e Binance Coin tiveram perdas de 3,81%, 3,30% e 3,42% respectivamente. Enquanto isso, o restante do grupo amargurou perdas entre 1,42%% e 2,85%.

Apenas a UNUS SED LEO se salvou no top 20, ao valorizar 0,25%. A maior perda desse grupo foi da Chainlink, ao perder 4,52% de seu valor. Cardano, Huobi Token e Crypto.com Coin escorregaram respectivamente 3,86%, 3,03% e 2,72%. O restante do grupo registrou movimentações negativas que ficaram entre 1,61% e 2,21%.

Até o fechamento deste artigo, o valor total do mercado de criptoativos era de US$223,4 bilhões, US$6,5 bilhões a menos em comparação ao dia anterior. A dominância do BTC está em 64,2%.

Leia também: Mercado Bitcoin revela que Bitcoin foi menos volátil que a Ibovespa

Forex Crypto News: Cripto Facil