Bitcoin e Ethereum resistem enquanto dólar declina com eleições dos EUA

Bitcoin e Ethereum resistem enquanto dólar declina com eleições dos EUA

A cotação do dólar frente ao real caiu na quinta-feira (5). Apesar disso, o preço do Bitcoin (BTC) e do Ethereum (ETH) não sentiram o peso da desvalorização da moeda estadunidense.

O fenômeno é diferente do usual, já que o preço do dólar costuma influenciar diretamente na cotação do Bitcoin (BTC).

Dólar cai e mercado de ações segue em alta

O preço do dólar está caindo real durante toda quinta-feira:

Gráfico
Gráfico

No momento da escrita desta matéria, o dólar está cotado a R$ 5,53, com uma variação diária de -2,25%.

A justificativa para a queda, segundo alguns especialistas do mercado, é a possibilidade da vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais estadunidenses.

Com a vitória de Biden, considera-se mais provável que novos pacotes de estímulo sejam colocados em prática pelo governo.

Esse dinheiro adicional acaba escoando para o mercado de ações, o que anima os investidores.

Entretanto, é possível que o embate eleitoral não termine após a declaração do vencedor. Donald Trump já vocalizou a intenção de judicializar a disputa.

Dessa maneira, caso as eleições sejam decididas na Suprema Corte, é possível que o dólar volte a subir devido à instabilidade dos mercados.

Além disso, o mercado de ações segue em alta: o IBOV está em 100.602 pontos, de acordo com o TradingView.

Bitcoin e Ethereum não sentem queda do dólar

Enquanto as eleições estadunidenses não se resolvem, o Bitcoin segue subindo. No momento da escrita desta matéria, o BTC está cotado a R$ 85.587,41.

Variação de preço do Bitcoin nas últimas 24 horas
Variação de preço do Bitcoin nas últimas 24 horas

Isso significa que o Bitcoin não sentiu a desvalorização do dólar, ao contrário do que costuma acontecer.

Ademais, o Ethereum também valorizou durante o mesmo período, cotado atualmente a R$ 2.433,89.

Ambos os criptoativos estão performando de forma satisfatória durante o momento de incertezas gerado pelas eleições dos EUA.

No entanto, não há como saber como o preço das criptomoedas vai reagir, caso a disputa eleitoral se arraste por tempo indefinido.

Outro ponto é a preocupação com a Covid-19: quando o furor das eleições passar, os investidores devem voltar as suas atenções à crise econômico-sanitária que está acometendo o globo.

Leia também: Relação entre Bitcoin e ações não é surpresa, afirma analista

Leia também: Ethereum atingirá US$ 500 ainda em 2020, diz especialista

Leia também: Tokens pouco conhecidos valorizaram até 3.000% em 2020

Forex Crypto News: Cripto Facil