Bitcoin chega aos R$ 50.000 com o aumento do dólar

Bitcoin chega aos R$ 50.000 com o aumento do dólar

O Bitcoin completou o terceiro dia seguido se movimentando de forma apática, mas atingiu os R$ 50.000.

O responsável é o dólar, que voltou a subir e aumentou a cotação em Reais do criptoativo.

Por sua vez, a Ibovespa opera em queda, esta sendo de 0,60%.

Bitcoin declina, mas supera os R$ 50.000

De acordo com dados obtidos pela ferramenta Coinmarketcap, o BTC declinou 0,44% nas últimas 24 horas contadas da escrita desta matéria, atualmente cotado a R$ 50.141,95.

Sua máxima intradia foi registrada em R$ 50.732,87, já quase em R$ 51.000. Enquanto isso, sua mínima intradia foi registrada próxima da cotação atual, em R$ 49.906,94.

Note-se que a mínima intradia está muito próxima da cotação atual. Por fim, o volume de troca do BTC é de R$ 103,5bilhões.

Gráfico com as variações de preço do Bitcoin nas últimas 24 horas
Gráfico com as variações de preço do Bitcoin nas últimas 24 horas

Altcoins acompanham anemia do Bitcoin

Com a alta do dólar, a maior parte das altcoins desvalorizou em Reais.

No top 10, Bitcoin Cash, Cardano e Binance Coin declinaram, respectivamente, 2,04%, 1,93% e 1,41%. O restante do grupo apresentou quedas entre 0,50% e 1,15%.

Enquanto isso, as altcoins do top 20 também tiveram perdas. Monero, Huobi Token e Stellar tiveram respectivas perdas de 1,01%, 1,02% e 1,46%.

Contudo, nem todas as altcoins do grupo apresentaram perdas. Tezos, Ethereum Classic e UNUS SED LEO avançaram respectivos 1,53%, 1,19% e 0,27%.

Até o fechamento deste artigo, o valor total do mercado de criptoativos era de R$ 1,41 trilhão, R$ 20 bilhões a mais em relação ao dia anterior. A dominância do BTC está em 65%.

Forex Crypto News: Cripto Facil