Bettina da Empiricus grava vídeo sobre criptomoedas e recomenda Chainlink

Bettina da Empiricus grava vídeo sobre criptomoedas e recomenda Chainlink

Bettina Rudolph, da Empiricus, viralizou em 2019. O vídeo em que ela fala sobre seu patrimônio de mais de R$ 1 milhão foi alvo de críticas, memes e até músicas.

Entre processos e campanhas de publicidade da Empiricus, Bettina continua falando sobre finanças em 2020. O assunto agora foi criptoativos.

No vídeo, Nicholas Sacchi aborda conceitos básicos sobre as criptomoedas, enquanto a própria Bettina apenas acompanha. Ao fim, Sacchi recomenda a compra de Chainlink, anunciada pela garota propaganda da Empiricus como “uma criptomoeda fora do radar”.

Falando sobre Bitcoin e criptoativos

No primeiro vídeo de Bettina envolvendo criptoativos, seu companheiro da Empiricus aborda conceitos básicos. Mineração, white paper, Satoshi Nakamoto e blockchain são abordados.

Após abordar brevemente sobre Bitcoin, Sacchi então fala sobre os criptoativos. Bettina então resume, afirmando que criptoativos são feitos “para resolver problemas das pessoas”.

Ao falar sobre as diferentes funções dos criptoativos, bem como sobre aqueles que não têm função, Sacchi abordou contratos inteligentes. Ele elogiou a área de finanças descentralizadas, também explicando um pouco sobre esse novo ramo da indústria de criptoativos.

A conversa cobre ainda sobre a tokenização, diferindo tokens de utilidade e tokens mobiliários. Tokens mobiliários, por exemplo, podem ser interpretados como aqueles oferecidos pelo Mercado Bitcoin.

Sacchi até mesmo aborda o interesse institucional, apontando diferentes empresas que estão se relacionando com criptoativos.

Omembro da Empiricus fala rapidamente sobre as plataformas utilizáveis para investir em criptomoedas. Ele aponta exchanges, nacionais e internacionais, além dos fundos de investimento.

Por fim, Sacchi ainda ressalta a máxima sobre exchange não ser carteira, e aconselha que os investidores façam a própria custódia de seus criptoativos.

Chainlink é a boa?

O companheiro de Bettina no vídeo então, ao final, recomenda a Chainlink como “ativo fora do radar”. Para Sacchi, a função de coletar informações e descentralizar oráculos tem um alto valor.

Para ele, a capacidade de empresas serem capazes de rentabilizar informações valorizará a Chainlink a longo prazo. De fato, a crença de Sacchi faz sentido.

Desde seu lançamento, a Chainlink valorizou nada menos que 2.442%, saindo de US$ 0,156 para US$ 3,81 – valor do momento da escrita desta matéria.

Com base no histórico, faz sentido crer que a Chainlink é uma boa aposta.

Leia também: Mudança no Google Authenticator pode afetar usuários de criptomoedas

Leia também: CVM proíbe atuação de mais uma empresa de Forex no Brasil, a AVA Trade

Leia também: CVM proíbe atuação de outra empresa de Forex no Brasil

Forex Crypto News: Cripto Facil