As small caps mais indicadas para dezembro

As small caps mais indicadas para dezembro

Acompanhe quais foram as Small Caps mais indicadas, conforme as carteiras recomendadas para o mês de dezembro por nove corretoras.

Seleção das ações

Inicialmente, a soma de todas as carteiras resulta em 67 recomendações. Por outro lado, a repetição de algumas delas significa que, na verdade, foram citadas 51 ações ao todo.

Em seguida, as Small Caps entraram em um ranking que lista o número de indicações que cada uma teve, da maior para a menor.

Além disso, houve o recorte para apresentar as ações que receberam pelo menos três recomendações.

Dessa maneira, a lista a seguir mostra as quatro Small Caps mais bem colocadas e alguns comentários das corretoras.

Top Small Caps Dezembro

De acordo com o ranking, a Trisul (TRIS3) é a Small Cap mais recomendada dentre os analistas. Nesse caso, a construtora conseguiu o feito pela segunda vez seguida, quando também se mostrou a favorita de novembro.

Em seguida, a segunda colocação ficou empatada entre três companhias. Sendo assim, as empresas que ocupam a posição e completam as mais recomendadas são: Bradespar, IMC e Via Varejo.

Em suma, o ranking de recomendações de Small Caps fica da seguinte maneira:

Small Caps Indicações
Trisul 4
Bradespar 3
IMC 3
Via Varejo 3

Destaques

Segundo a Necton, os principais fatores para preferência da Trisul foram: a resiliência do setor imobiliário, o aumento das vendas, conforme o resultado de 3T20, e os múltiplos mais atrativos que os concorrentes.

Em relação a Bradespar, o seu destaque está na sua participação sobre a Vale. Nesse sentido, a exposição ao setor de mineração e siderurgia, que viveu um ciclo favorável, foi o motivo para as indicações, na visão dos analistas da Guide e Elite Investimentos, por exemplo.

Sobre a IMC, companhia dona das marcas KFC e Pizza Hut no Brasil, a perspectiva é positiva, mas com ressalvas do ponto de vista das corretoras Necton e Elite. A princípio, a companhia sofreu um forte impacto pela pandemia, promoveu demissões e postergou seu plano de abertura de mais lojas. Por outro lado, também foi capaz de renegociar e alongar os financiamentos, assim como conta com uma boa estrutura para a retomada, mesmo que mais lenta.

Em conclusão, a Via Varejo recebeu a preferência com base nos resultados positivos no e-commerce, inclusive, considerando o desempenho da Black Friday que atingiu o valor recorde de R$ 3 bilhões.

Por fim, as corretoras envolvidas na coleta de recomendações foram: Ágora Investimentos, BTG Pactual, Eleven Financial Research, Elite Investimentos, Mirae Asset, Necton, Terra Investimentos, Guide Investimentos e Genial Investimentos.

Leia também: Ações da Movida (MOVI3) tem potencial de crescimento

Leia também: ALTCOINS: vale a pena investir?

Leia também: Coluna do TradingView: disputa de preço no topo histórico do Bitcoin

Aviso: O texto apresentado nesta coluna não reflete necessariamente a opinião do CriptoFácil.

Forex Crypto News: Cripto Facil