Tensão entre EUA e Irã foi “fase beta” do Bitcoin como reserva de valor, afirma analista

Willy Woo, famoso trader que publica análises no Twitter, afirmou por meio da rede social no dia 08 de janeiro que a tensão entre Estados Unidos e Irã foi a “fase beta” para testar o Bitcoin como reserva de valor em caso de conflitos internacionais. De acordo com sua publicação, o Bitcoin foi bem sucedido em seu primeiro teste.

“Eu acredito que o Bitcoin teve seu primeiro teste bem sucedido como uma reserva financeira em um cenário de guerra. Esse é um teste grande para o Bitcoin.”

Tensão teve impacto direto no valor do Bitcoin?

A comunidade dos criptoativos permanece dividida quando se trata de afirmar se o conflito entre EUA e Irã teve impacto direto no valor do Bitcoin. Após a morte do general iraniano por meio de um bombardeio autorizado pelo presidente estadunidense Donald Trump, que ocorreu na noite do dia 02 de janeiro (horário de Brasília), o Bitcoin voltou novamente à zona dos US$7 mil – após passar todo o dia 02 de janeiro tentando romper tal resistência.

Analistas mais sóbrios afirmaram que o Bitcoin fez um movimento natural, uma vez que o criptoativo estava variando dentro da faixa de valor constituída pela parte alta da zona dos US$6 mil e a parte alta da zona dos US$7 mil. Desta forma, a explicação dada pelos mais contidos faz sentido. Contudo, um ataque na noite do dia 07 de janeiro (horário de Brasília) perpetrado pelo Irã a uma base iraquiana onde soldados dos EUA se alocam fez o valor disparar novamente – dessa vez, rompendo a resistência dos US$8 mil.

O que diz o gráfico

Tal fato acalorou novamente o debate, com mais pessoas aderindo ao discurso de que o Bitcoin estava sendo utilizado como reserva de valor em meio ao conflito. Willy Woo, que defende a teoria de que o criptoativo dominante do mercado valorizou em virtude das tensões, publicou um gráfico do Messari com as variações de valor durante a semana tensa entre EUA e Irã:

um gráfico do Messari com as variações de valor durante a semana tensa entre EUA e Irã

De acordo com o gráfico, o valor do Bitcoin avançou coincidentemente sempre que um ataque era perpetrado, enquanto uma desvalorização ocorreu após o discurso de Trump informando o desejo dos Estados Unidos em “acalmar” a situação.

De fato, após o discurso do presidente estadunidense, o Bitcoin desvalorizou 4,49%. É possível ser apenas uma coincidência, uma vez que o Bitcoin se desviou apenas uma vez da faixa de valor na qual estava preso.

Contudo, da mesma forma, ainda é cedo demais para descartar que o Bitcoin não realizou seu primeiro teste como reserva de valor em um clima tenso de conflito internacional.

Leia também: 03 de janeiro: o dia mundial da soberania financeira

Forex Crypto News: Cripto Facil