Subsidiária de criptoativos da Fidelity recebe BitLicense

A Fidelity Investments tornou-se uma das primeiras grandes empresas a acreditar no futuro dos criptoativos e da tecnologia blockchain, criando até mesmo uma subsidiária chamada Fidelity Digital Assets. De acordo com uma publicação da Forbes nesta semana, a subsidiária da gigante do ramo de investimentos recebeu autorização para operar em Nova York.

A concessão permite que a companhia ofereça seus serviços de custódia e negociação de criptoativos a companhias localizadas em Nova York, algo que não é fácil de ser conquistado. O estado de Nova York e sua notória BitLicense – termo comum utilizado para o aval dado pelo regulador do estado para negócios envolvendo criptomoedas – já fizeram com que muitos negócios do mercado de criptoativos buscassem outras regiões para atuar.

O problema é que os reguladores de Nova York responsáveis por fiscalizar as atividades de empresas focadas em criptomoedas estabeleceram padrões muito altos, e companhias menores encontram problemas para atendê-los.

Quando a decisão de criar a BitLicense surgiu em 2015, houve um êxodo de negócios deixando o estado que foi nomeado “O Grande Êxodo do Bitcoin” pelos jornais locais.

Para a Fidelity Digital Assets, o intuito de obter a licença era atender à alta demanda por Bitcoin e outras criptomoedas no estado. Segundo a empresa:

“Nós experienciamos um alto nível de interesse de empresas e antecipamos que seu crescente envolvimento com esta indústria permitiria que mais atividades e desenvolvimento ocorressem.”

A demanda está crescendo e evoluindo no ecossistema das criptomoedas, não se restringindo apenas a investidores individuais, mas abraçando instituições e empresas. O CEO da Fidelity Digital Assets Michael O’Reilly afirmou:

“A custódia e execução de serviços de troca que nós fornecemos são essenciais para construir uma estrutura para investidores institucionais continuarem adotando ativos digitais. A obtenção da BitLicense ajuda na credibilidade e confiança estabelecidas por nós em meio às instituições e outros participantes do mercado. Nós continuaremos a ter um papel importante no que diz respeito a apoiar a maturação do ecossistema, conforme expandimos nossos negócios e os clientes que atendemos.”

Embora a Fidelity Digital Assets seja certamente uma grande iniciativa para apoiar as criptomoedas, ela não é a única da empresa. Em 2017, a CEO da Fidelity Abigail Johnson admitiu que a companhia estava minerando criptomoedas e que a sia subsidiária começou como uma brincadeira.

Atualmente, a Fidelity está ombro a ombro com a Intercontinental Exchange Inc, proprietária da Bolsa de Valores de Nova York, e o CME Group Inc, ambas firmes no ecossistema de contratos Futuros de Bitcoin.

Houve muito crescimento e sucesso em relação aos contratos Futuros oferecidos por grandes companhias financeiras, após uma demanda criada pelo CME que foi impulsionada pelo surgimento recente da Bakkt.

Leia também: Fidelity completa implantação de serviço de custódia de criptoativos para investidores qualificados

Forex Crypto News: Cripto Facil