SEC dos EUA recebe pedido de abertura de IPO da Bitmain

O portal de notícias Coindesk informou nesta quarta-feira, 30 de outubro, que a Bitmain, uma das maiores fabricantes de equipamentos de mineração de criptoativos do mundo, apresentou sua proposta de oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) para a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês).

A IPO da Bitmain será patrocinada pelo Deutsche Bank, maior banco da Alemanha. De acordo com a matéria, a oferta foi registrada na SEC no início desta semana de forma praticamente sigilosa.

A Bitmain agora será submetida a um questionamento pelo regulador de valores mobiliários dos EUA antes de – se permitido – enviar uma F1, certificação exigida das empresas estrangeiras que desejam abrir capital no mercado de valores mobiliários dos EUA.

Conforme relatado pelo CriptoFácil, os planos de abertura de capital da Bitmain nos EUA começaram em junho. A empresa busca o mercado norte-americano após uma tentativa fracassada de IPO na Bolsa de Valores de Hong Kong (HKSE) em 2018. O prazo do pedido da Bitmain terminou em março de 2019 e não foi arquivado novamente, sendo cancelado logo em seguida.

Para aumentar a chance da empresa de listar a IPO nos EUA, a Bitmain também contratou o ex-representante da Nasdaq China Zheng Hua como consultor, relata a Tencent News. De acordo com a Bloomberg, o objetivo da gigante de mineração é arrecadar entre US$300 milhões e US$500 milhões com a operação, mas os valores não estão confirmados.

O Coindesk procurou a Bitmain para confirmar as notícias, mas a empresa não quis comentar.

Mudança na liderança e novos investimentos

Recentemente, uma mudança na administração culminou a expulsão do cofundador e diretor executivo da Bitmain Micree Ketuan Zhan, em 29 de outubro. Os efeitos da mudança de liderança no processo de listagem ainda não foram vistos.

Na última tentativa de listagem da HKSE, Zhan detinha uma participação de 36% na Bitmain Holdings, empresa controladora da Bitmain. O cofundador e agora presidente do conselho Jihan Wu possui 20% da empresa.

Os planos de IPO da Bitmain nos EUA são mais um passo de uma rodada de investimentos notáveis da empresa no país. Há uma semana, conforme relatou o CriptoFácil, a empresa abriu uma nova fazenda de mineração em Rockdale, Texas. A fazenda terá uma capacidade de 25 megawatts para mineração de Bitcoin, podendo ser estendida para até 300 megawatts.

E a Bitmain não é a única empresa do setor de mineração em busca capital na bolsa de valores. Apenas dois dias atrás, outra fabricantes de equipamentos de mineração Canaan também entrou com um pedido de abertura de capital junto à SEC. O prospecto de oferta indica que a empresa será listada na Nasdaq sob o símbolo “CAN” e define um valor-alvo de captação de US$400 milhões.

Leia também: Bitmain planeja nova tentativa de IPO, desta vez nos Estados Unidos

Forex Crypto News: Cripto Facil