Regulador financeiro da Suíça afirma que não pretende impedir o desenvolvimento da Libra

Enquanto os bancos centrais e órgãos reguladores europeus enviam sinais preocupantes de que podem barrar o desenvolvimento da criptomoeda Libra, a Suíça continua disposta a ouvir e debater com o Facebook sobre o projeto.

De acordo com uma matéria da Reuters desta semana, Mark Branson, CEO da Autoridade Suíça de Supervisão do Mercado Financeiro (FINMA), disse: “Não estamos aqui para tornar esses projetos impossíveis”.

“Nós responderemos a eles com uma mente aberta, com uma atitude de que os mesmos riscos exigem as mesmas regras”, disse Branson em um evento da Bloomberg em Zurique.

Não foi à toa que a Associação Libra escolheu a Suíça para abrigar sua sede. O país, famoso por sua histórica neutralidade e pelo respeito ao sigilo bancário, é um dos mais livres e amigáveis a inovações e novas empresas de todo o mundo.

Além disso, a Suíça tem sido um centro de desenvolvimento de criptoativos. O país abriga mais de 700 empresas de blockchain, incluindo a Associação Libra, com sede em Genebra, entidade que governa o projeto da criptomoeda do Facebook. No entanto, Branson observou que “regras e padrões da Suíça não são negociáveis”, embora tenha destacado que o projeto Libra “é algo que está sendo feito de forma transparente”.

“Estou muito mais nervoso com projetos que se desenvolvem à margem do sistema financeiro em algum lugar, se espalham pelo ciberespaço e um dia se tornam grandes demais para serem interrompidos”, afirmou.

A declaração veio dias após a condenação do ministro da Economia e Finanças da França Bruno Le Maire ao desenvolvimento da Libra na Europa. Citando a ameaça potencial que a stablecoin representa para desestabilizar as moedas nacionais, Le Maire disse:

“Não podemos autorizar o desenvolvimento da Libra em solo europeu.”

Leia também: Ministro das finanças da França afirma que país bloqueará o uso da Libra na Europa

Forex Crypto News: Cripto Facil