Publicação oficial do exército da China recomenda uso de blockchain na área militar

Aparentemente, o pedido do presidente chinês Xi Jinping para que a China acelere a adoção da tecnologia blockchain surtiu efeito e chegou até um dos órgãos mais poderosos do país: o exército.

O Exército de Libertação do Povo (PLA, na sigla em inglês), por meio de uma publicação oficial na semana passada, disse que a blockchain poderia ser usada em diversas áreas do exército, tanto em termos operacionais como até mesmo para recompensar oficiais pelo cumprimento de determinadas tarefas.

Registros operacionais e recompensas

Em termos operacionais, a publicação destacou que a blockchain pode ser usada para armazenar dados do pessoal militar, como informações básicas, plano de carreira e missões realizadas. Consequentemente, esses dados podem ser usados ​​para recompensar soldados por avaliações de desempenho, de acordo com o jornal.

O sistema de recompensa sugerido ocorreria por meio de um token criado também com a blockchain. O jornal sugere que ele deve ser baseado em critérios como treinamento, habilidades especiais, conclusão de tarefas e outros. “Conceder ou retirar tokens de acordo com o desempenho diário de uma pessoa e, assim, gerar uma avaliação objetiva, melhoraria efetivamente o gerenciamento de recursos humanos”, disse a publicação.

Esse sistema poderia funcionar como um incentivo mais imediato, de acordo com um especialista anônimo, familiarizado com o trabalho administrativo no PLA. “Parece um sistema de KPIs [indicadores chave de desempenho] ​​que fornecerá feedback às tropas com muita frequência”, disse o especialista, observando que o PLA ainda precisa definir se o sistema entrará em vigor e quais serão as recompensas.

Outros casos de uso

O PLA Daily também sugeriu explorar outros casos de uso de blockchain nas forças armadas, incluindo o armazenamento de segredos militares com criptografia de nível superior para melhorar a segurança das informações.

Desde que o presidente da China Xi Jinping apoiou publicamente a blockchain em outubro, as autoridades governamentais, empresas e mídia estatal têm se entusiasmado com a tecnologia e seus casos de uso, fazendo a inovação andar a passos rápidos na segunda maior economia do mundo.

No início de novembro, as autoridades governamentais em Xangai, juntamente com o Banco Central da China (PBoC) e outros bancos, formaram uma aliança blockchain para melhorar as operações de financiamento comercial.

Leia também: China reconhece pela primeira vez a “revolução” trazida pelo Bitcoin

Forex Crypto News: Cripto Facil