Presidente do Bacen afirma que blockchain tornou-se comum em bancos brasileiros

Durante o almoço anual da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), realizado no dia 02 de dezembro, o presidente do Banco Central (Bacen) Roberto Campos Neto afirmou que as tecnologias de Inteligência Artificial e blockchain têm se tornado mais comuns dentro dos bancos brasileiros. A notícia é do portal Época Negócios.

Neto estava ressaltando a modernização do sistema financeiro quando afirmou:

“Em meios de pagamentos, avançamos mais nos últimos três anos do que nos dez anteriores. Tecnologias como inteligência artificial e blockchain têm se tornado cada vez mais comuns nos bancos brasileiros, que usam essas ferramentas para oferecer melhor experiência aos clientes e maior segurança. Não é questão de ser fintech ou ser banco, todo mundo vai ter de ser digital. A questão é entender onde usar a tecnologia para melhor atender ao cliente.”

A afirmação do presidente do Bacen se alinha com sua postura pró-blockchain, que faz parte uma visão mais ampla que diz respeito justamente à modernização do sistema financeiro, acompanhando as tendências mundiais.

Durante uma reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) realizada em maio deste ano, Neto afirmou:

“Trabalhar na modernização do Sistema Financeiro Nacional é fundamental para alcançarmos esses objetivos [construir o sistema financeiro do futuro] – simplificando e desburocratizando o acesso aos mercados financeiros para todos e dando um tratamento homogêneo ao capital, independentemente de sua nacionalidade ou se provém de um grande ou de um pequeno investidor.”

Para que tal modernização seja possível, ele defendeu a utilização de ferramentas usando blockchain, serviços de nuvem, Inteligência Artificial e digitalização – que são, no seu ponto de vista, as tecnologias que redefinirão o desenho da relação entre o estado, o sistema financeiro e a população.

Leia também: Bacen confirma data de lançamento de seu sistema de pagamentos instantâneos

Forex Crypto News: Cripto Facil