Pesquisa revela que fuga de capital da China usando criptomoedas já soma US$39,4 bilhões

A fuga de capitais da China através do comércio de criptomoedas foi de US$11,4 bilhões em 2019, de acordo com um relatório recente empresa PeckShield, sediada na China. No relatório, a equipe de segurança da PeckShield analisou o status de transações “ilegais ou não regulamentadas” usando criptomoedas nos últimos anos. Segundo a pesquisa, foram cerca de US$ 10,1 bilhões em 2017, US$ 17,9 bilhões em 2018 e US $ 11,4 bilhões em 2019 que somados chegam a US$ 39,4 bilhões.

Os pesquisadores descobriram que a soma total da saída de capital por meio de criptomoedas nos últimos três anos excedeu 1% das reservas de câmbio de US$ 3 trilhões. Além da fuga de capitais por meio de criptomoedas, o relatório também analisa os principais incidentes de segurança nas exchanges de criptomoedas nos últimos três anos e no volume de transações na deep web.

De acordo com o relatório, as perdas causadas por incidentes de segurança nas exchanges de criptomoedas aumentam ano a ano. Em 2017, 11 grandes incidentes de segurança ocorreram, resultando em uma perda total de US$ 294 milhões; 46 grandes incidentes de segurança em 2018 levaram à uma perda total de US$4,75 bilhões e 63 grandes incidentes de segurança em 2019 à uma perda total de US$7,67 bilhões.

Até o momento, existem cerca de 60 mil sites obscuros executando o TOR, cerca de metade dos quais estão envolvidos em transações ilegais. A demanda por transações no mercado da deep web é tão grande que novos mercados surgem imediatamente após o fechamento de grandes mercados, e o volume total de transações que ocorrem lá ainda está crescendo.

Um total de 330 mil Bitcoins fluiu para a deep web em 2018 e 540 mil em 2019, totalizando US$2,1 bilhões e US$3,9 bilhões, respectivamente. Alguns desses Bitcoins seriam transferidos para exchanges para serem lavados ou trocadas por dinheiro fiduciário e outras criptomoedas. O estudo da PeckShield descobriu que 29.471,64 Bitcoins fluíram diretamente da deep web para as principais exchanges do mercado em 2019.

Os dados do relatório sugerem que os reguladores devem agir imediatamente tomando medidas contra lavagem de dinheiro em relação às exchanges de criptomoedas.

Leia também: China registra 33 mil empresas que já utilizam tecnologia blockchain

Forex Crypto News: Cripto Facil