Pesquisa aponta que quase 75% dos consumidores alemães rejeitariam a Libra do Facebook

Quase três quartos dos consumidores alemães não usariam a criptomoeda Libra do Facebook, de acordo com uma pesquisa recente.

Na última semana, a Cointelegraph da Alemanha informou que dos 2.000 alemães com 16 anos ou mais, apenas 27% considerariam usar a stablecoin da rede social como meio de pagamento dentro de seu país ou no exterior.

A pesquisa foi realizada em nome da revista de notícias do setor de negócios Wirtschaftswoche e do Creditplus Bank AG. Os resultados indicam que 73% rejeitam completamente a ideia da Libra como moeda digital – 42% porque não confiam no Facebook como empresa e 31% porque confiam apenas em moedas controladas pelo Estado.

A rejeição da Libra pela faixa etária acima dos 35 anos é significativamente maior do que entre os consumidores mais jovens. Dos que tinham mais de 55 anos, 85% disseram que é impossível fazer qualquer coisa com a moeda digital do Facebook. A Libra encontra seu maior apoio na faixa etária entre 22 e 34 anos. Nesta faixa etária, quase 42% dos consumidores estariam abertos a usar a stablecoin.

Ministro das Finanças da Alemanha rejeita a Libra

Obviamente, a Alemanha não é a maior fã da criptomoeda Libra do Facebook. Em setembro, o ministro das Finanças alemão Olaf Scholz afirmou que os formuladores de políticas não podem aceitar moedas paralelas, como a stablecoin Libra proposta pelo Facebook.

Essa declaração foi rapidamente seguida por notícias de que o governo alemão havia aprovado uma estratégia de blockchain para impedir que as stablecoins se tornassem moedas alternativas e ameaçassem a soberania do Estado.

Leia também: Ministro das Finanças da Alemanha sugere criação do Euro digital

Forex Crypto News: Cripto Facil