Parity lança tecnologia que transforma celulares antigos em carteiras de criptoativos

A Parity Technologies lançou uma nova versão do Parity Signer, um aplicativo mobile que transforma smartphones antigos em carteiras de criptoativos offline.

A empresa anunciou a versão beta da nova versão do aplicativo nesta semana, afirmando que ela permitirá aos usuários armazenar ativos, votar em propostas de governança e assinar transações offline, com integrações para as blockchains Polkadot e Ethereum.

As carteiras offline, ou cold wallets no termo em inglês, fornecem uma forma simples de proteção contra hackers e ataques de malwares. A empresa sugere que os smartphones com o aplicativo sejam mantidos no modo avião, conforme reportado pela agência de notícias Coindesk.

“Para manter seus fundos seguros, o telefone que contém suas contas nunca deve estar conectado à Internet ou mesmo a um dispositivo conectado à Internet (como um computador)”, disse a empresa. Os usuários também devem limpar informações gerais e de biometria de seus telefones.

A nova versão permite que os usuários criem contas Kusama para conectar-se aos aplicativos Polkadot-js. Para todas as contas, os usuários receberão uma frase de recuperação e escolherão um “pin” (senha) para assinar as transações. As transferências não envolvem chaves privadas, mas utilizam o QR code padrão do setor para comunicação bidirecional entre carteiras online e assinantes offline.

O código do aplicativo foi auditado durante uma recente revisão de toda a empresa realizada pela Trail of Bits.

A Parity foi cofundada pela ex-chefe de segurança da Fundação Ethereum Jutta Steiner e Gavin Wood. A empresa desenvolve ferramentas para a web descentralizada, incluindo o Substrate, um serviço que permite aos usuários criar blockchains personalizadas para aplicativos descentralizados.

Em janeiro, a Parity recebeu uma doação de US$5 milhões da Fundação Ethereum.

Leia também: Blockchain.com solicita registro de carteira de hardware no Brasil

Forex Crypto News: Cripto Facil