O Bitcoin se recuperará com ou sem instituições de Wall Street, diz investidor

Em uma nova entrevista para o Power Lunch da CNBC, Lou Kerner, cofundador da CryptoOracle, defendeu que as instituições eventualmente se juntarão em massa em direção às criptomoedas – mas seguirão o grupo em vez de liderar o percurso.

Segundo Kerner, a gênese do Bitcoin é, na prática, a antítese das instituições. Para ele, é a evolução do modelo que se assemelha ao comércio eletrônico na internet. A Amazon ditou as regras para instituições como Walmart, não o contrário.

“Portanto, não será determinante para a sustentabilidade do mercado de criptoativos que instituições de Wall Street entrem no jogo para que o Bitcoin sobreviva. É um equívoco manifestar a necessidade das instituições no mercado de criptoativos. Tivemos muitas altas sem nenhum envolvimento institucional. Está chegando. É como a gravidade. Eles vão estar aqui, sem dúvida, mas não serão liderança. Eles serão seguidores.”

Kerner disse que a volatilidade do Bitcoin deve-se em parte à quantidade de alavancagem que as bolsas de derivativos como o BitMEX estão oferecendo.

Porém, para que o Bitcoin suba para US$100.000 ou mais, ele diz que os traders devem estar preparados para um mercado extremo de alta e de baixa.

“Uma das coisas que agrava é toda a alavancagem que você tem no universo dos criptoativos. A BitMEX permite alavancagem de 100 para 1, isso significa maior risco para os usuários e o mercado.”

Definitivamente, isso agrava o efeito de qualquer descida. Se o Bitcoin chegar a US$100.000 ou um milhão em cinco, 10 ou 20 anos, então todos as altas e baixas que estamos vendo hoje são apenas um esboço do que está por vir.

De sua perspectiva, Kerner diz que o mercado de criptoativos em geral continua a crescer e atrair talentos de todas as áreas, com o Bitcoin se estabelecendo como o principal caso de uso de reserva de valor digital.

“Para mim, o mais empolgante são as pessoas brilhantes que estão deixando seus empregos no Goldman Sachs ou na McKinsey ou em outros lugares incríveis porque estão sendo contagiadas pelo mercado de criptoativos. Eles estão vendo um mundo melhor e estão vendo uma maneira melhor de fazer o capitalismo.”

E continuou:

“Todos precisam ter uma tese como investidor … eu realmente acredito na analogia de que o Bitcoin é o ouro digital. Eu defendo essa tese tanto no caminho de alta quanto no caminho de baixa. Obviamente, muitas pessoas acreditam nisso. No entanto, o mercado de extremos deve ser o tom da conversa.”

Leia também: Blockchain não é tão segura quanto pensamos, diz investidor Mark Mobius

Forex Crypto News: Cripto Facil