Justiça ordena o bloqueio de criptomoedas de operador de suposta pirâmide financeira Marcel Mafra

A Justiça do Mato Grosso do Sul determinou que os bens de Marcel Mafra Bicalho, acusado de operar a suposta pirâmide financeira Mattos Investing, devem ser bloqueados para ressarcir uma das pessoas que teriam sido lesadas pelos supostos golpes aplicados pelo réu. Mafra apareceu recentemente em uma reportagem do Fantástico, na Rede Globo, por conta de uma ação policial que levou à sua prisão.

Segundo a decisão, serão bloqueados bens que totalizam R$1.123.000,00. O juiz que determinou o bloqueio foi Anderson Royer, da 3º Vara Civel de Três Lagoas (MS), e, além de bens pessoais, a justiça busca as criptomoedas de Mafra e Leonardo Oliveira da Silva que, caso sejam encontradas, deverão sofre arresto, ou seja, serão “tomadas” para quitar o valor da ação.

Ainda segundo a decisão, foram acionadas diversas exchanges nacionais na busca por criptoativos do acusado e, caso encontradas, as empresas deverão “proceder a venda dessas tais criptomoedas” e fazer o depósito do valor obtido numa conta informada pela Justiça. A decisão é um desdobramento de uma tutela de urgência concedida em abril que determinou bloqueio judicial em contas correntes do autor, porém, não foram encontrados valores nelas.

Leia também: Rádio CBN se defende de suposto golpe envolvendo seu nome

Forex Crypto News: Cripto Facil