Jovem é presa por suspeita de aplicar golpes em transações com Bitcoin em Caldas Novas

Sttefanny Cristina Lopes, 24 anos, foi presa em Caldas Novas, região sul de Goiás, por supostamente aplicar golpes envolvendo Bitcoin. Segundo o portal de notícias G1, a mulher prometia altos rendimentos por meio da principal criptomoeda do mercado, mas, ao receber os valores aplicados, segundo a polícia, “embolsava os valores”.

De acordo com o delegado Rogério Moreira, responsável pelo caso, ao menos cinco vítimas já foram identificadas. O prejuízo causado por ela é estimado em mais de R$115 mil. Ele explicou como a mulher agia:

“Ela pedia para depositarem o dinheiro, simulava uma aplicação e ficava com ele. Quando as vítimas pediam para sacar, ela sempre arrumava uma desculpa, dizia que tinha sido bloqueado e que não era possível reaver os valores”, explica.

O delegado explicou ainda que não é possível saber, de fato, se Sttefanny gerenciava investimentos em Bitcoin ou se usava a história somente para praticar o golpe. Ele espera a transferência da suspeita para Caldas Novas para colher seu depoimento. A polícia apurou que algumas pessoas investiram não só dinheiro, mas também bens, com a falsa promessa de alto rendimento. Inclusive, indicavam os serviços da suspeita para amigos e parentes, aumentando ainda mais a sua clientela.

Leia também: Estudante de 21 anos é condenado a 10 anos de prisão por roubar milhões em cripto hackeando chips de celular

Forex Crypto News: Cripto Facil