IEOs não apresentam resultados positivos em 2019, destaca Bitmex

Depois do boom da ofertas iniciais de moedas (ICOs, na sigla em inglês) em 2017, o ano seguinte um tanto quanto “desesperador” para investidores que viram seus criptoativos perderem valor. Já em 2019, surgiu uma nova “moda”, a das ofertas iniciais de exchanges (IEOs, na sigla em inglês), que é basicamente a mesma coisa que uma ICO só que lançada dentro de uma grande exchange. As primeiras IEO foram um sucesso, arrecadando milhões em minutos, contudo, as criptomoedas lançadas por meio deste tipo de negócio tiveram um desempenho ruim durante 2019, conforme mostra o relatório da Bitmex Research, setor de pesquisa da exchange Bitmex.

estudo mapeou 12 criptomoedas lançadas por IEO, comparando seu preço durante o lançamento e o preço atual, e as estatísticas da empresa mostram que praticamente todos os criptoativos acompanhados pelo estudo perderam pelo menos 40% de seu valor. Nessa lista estão blockcloud, lançada através da OKEX; MultiVAC, cujo lançamento foi feito na Kucoin; Veriblock, lançada na Bittrex; TOP e Newton, duas criptomoedas lançadas na Huobi; A Two Network da BitMax e as criptomoedas Gifto, Fetch.Al, Bread, Celer e BitTorrent vendidas através da Binance, a plataforma mais ativa em termos de IEOs.

Apenas uma das criptomoedas apresentou valorização durante o período, a Matic, que, lançada pela Binance, viu seu valor aumentar em mais de 250%.

Em relação aos preços de venda da IEO, deve-se notar que, normalmente, durante o lançamento, o preço de venda é menor que o primeiro preço na exchange, como também destaca o estudo Bitmex. Porém quando a métrica usada passa a ser o primeiro preço de trade executado na exchange, os resultados, embora diferentes, não são tão positivos e apenas quatro criptomoedas apresentam valorização: Bread, Dos Network, BitTorrent e Matic.

Leia também: Coincheck planeja realizar sua própria IEO

Forex Crypto News: Cripto Facil