IBM anuncia projeto para ensinar estudantes latino-americanos sobre blockchain

A gigante tecnológica IBM e a organização social Junior Achievement Americas anunciaram uma parceria para ensinar estudantes do ensino médio público da América Latina sobre blockchain e outras tecnologias disruptivas, como Inteligência Artificial, Design Thinking, Cloud, Storytelling. Segundo o site da IBM, que divulgou o anúncio no dia 19 de dezembro, a JA – Start Up Challenge beneficiará 4.600 jovens dos últimos dois anos do ensino médio.

Inovar para o impacto social

A iniciativa levou em consideração um estudo feito pela fornecedora norte-americana de inteligência de mercado, IDC (International Data Corporation), que diz que até 2020 a América Latina passará por uma escassez de cerca de 586 mil profissionais de TI. Isso provocaria uma alteração nos planos das empresas, atrasando o lançamento de produtos e serviços no mercado. Assim, o PIB latino-americano sofreria uma perda de pelo menos 0,9%.

Desta formas as duas companhias estão desenvolvendo a startup que faz parte da iniciativa “Inovar para o Impacto Social”. A ação fornecerá aos estudantes ferramentas e os ajudará a desenvolver habilidades essenciais para seu futuro sucesso econômico. O projeto treinará estudantes de 11 cidades da América Latina e estima formar 50 alunos em cada workshop. 

O que dizem os parceiros

A presidente da IBM na América Latina, Ana Paula Assis, destacou a importância das entidades públicas estarem comprometidas a ajudar os estudantes em sua jornada de aprendizado para o sucesso. 

“Profissionais e estudantes que estão constantemente aprendendo ao longo da vida estão mais bem posicionados para se tornar profissionais prontos para as demandas existentes hoje no mercado de trabalho e também para as demandas do futuro”, afirmou. 

E completou dizendo que a startup visa dar aos jovens a possibilidade de trabalhar com tecnologias disruptivas desde cedo, e desenvolver as habilidades necessárias para se tornar parte da força de trabalho do futuro.

O presidente da JA Americas, Leo Matellotto, ressaltou que a empregabilidade dos jovens é um desafio para a competitividade da região. Isso porque, segundo ele, 32 milhões de jovens não estão trabalhando nem estudando, estão apenas esperando as oportunidades chegarem para eles.

“É por isso que iniciativas como o JA – Start Up Challenge permitem que eles acessem as habilidades técnicas que, juntamente com as habilidades para a vida, lhes permitam confiar em si mesmos e tomar uma ação. O impacto coletivo dos setores público, privado e civil que trabalham juntos agora é uma peça fundamental para lidar com essa complexidade”, afirmou.

Leia também: IBM registra solução em blockchain para impedir que drones roubem entregas

Forex Crypto News: Cripto Facil